As 10 músicas mais legais do Oscar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As 10 músicas mais legais do Oscar

Alexandre Ferraz Bazzan

15 Janeiro 2015 | 15h22

A academia informou nesta quinta-feira, 15, os indicados ao Oscar em 2015. Como qualquer premiação, algumas injustiças já foram cometidas, mas se a música I’m not gonna miss you de Glen Campbell não for a vencedora no dia 22 de fevereiro, o resultado será praticamente uma falta de respeito.

Campbell é um ícone do country music norte-americano e foi diagnosticado com Alzheimer antes de sua última turnê em 2011. Apesar da deterioração por causa da doença, a família decidiu pela continuação dos shows. O último esforço do cantor virou o filme Glen Campbell: I’ll be me. O Oscar de Melhor Canção Original seria uma homenagem mais que merecida.  

Veja abaixo outras 10 grandes músicas indicadas ao prêmio ao longo dos anos(em ordem cronológica):

I’ve got you under my skin – Virginia Bruce – Nasci para Dançar (1936) – Perdeu para The way you look tonight do filme Ritmo Louco

Over the rainbow – Judy Garland  – O Mágico de Oz (1939) – Venceu

Moon River – Audrey Hepburn – Bonequinha de Luxo (1961) – Venceu

Live and let die – Paul McCartney – 007 Viva e deixe morrer (1973) – Perdeu para The way we were do filme Nosso amor de ontem

(I’ve had) The time of my life – Bill Medley e Jennifer Warnes – Dirty Dancing (1987) – Venceu

Streets of Philadelphia – Bruce Springsteen – Filadélfia (1993) – Venceu

Dead man walkin’ – Bruce Springsteen – Os últimos passos de um homem (1995) – Perdeu para Colors of the wind do filme Pocahontas

Miss misery – Elliott Smith – Gênio Indomável (1997) – Perdeu para My heart will go on do filme Titanic

Lose yourself – Eminem – 8 Mile (2002) – Venceu

Falling Slowly – Glen Hansard e Markéta Irglová – Once (2006) – Venceu

Atualizado 18h46.

Em uma pausa para o lanche aqui na redação, o colega Carlos Alciati Neto lembrou de uma história bem legal.

Na premiação de 2004, o Oscar preferiu que a música Al otro lado del río de Jorge Drexler fosse interpretada por Carlos Santana e Antonio Banderas. A academia tinha receio de perder audiência se o jovem, e então desconhecido, artista executasse a própria canção. No lugar de um discurso de agradecimento, ele cantou um trecho da composição a capella. É emocionante:

Foi a primeira vez que o prêmio foi dado a uma gravação em língua espanhola e a segunda vez para um registro em idioma estrangeiro. O primeiro a conseguir a honraria com uma música cantada em língua não inglesa foi o grego Manos Hadjidakis. A. R. Rahman e Gulzar fecham a lista de estrangeiros agraciados com Jai Ho do filme Quem quer ser um milionário, mas venceram depois de Drexler.

Leia mais sobre o Oscar 2015:

Cobertura completa do Oscar 2015

Confira os trailers dos indicados para o Oscar de Melhor Filme

‘Birdman’ e ‘O Grande Hotel Budapeste’ lideram indicações para o Oscar; confira a lista

Brasil entra na disputa pelo Oscar com o documentário sobre Sebastião Salgado