Um Livro Por Semana: Vazio Absurdo (‘Uma Tristeza Infinita’, de Antônio Xerxenesky)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um Livro Por Semana: Vazio Absurdo (‘Uma Tristeza Infinita’, de Antônio Xerxenesky)

'Uma Tristeza Infinita', de Antônio Xerxenesky, é um lançamento da Companhia das Letras; e na Babel: 'livro de Robertson Frizero em persa e 'A Vaca Foi Pro Brejo'

Maria Fernanda Rodrigues

11 de setembro de 2021 | 03h00

Anos 1950. Em uma clínica psiquiátrica situada num vilarejo isolado da Suíça, ex-combatentes e civis, homens e mulheres esperam, em silêncio ou aos gritos, a cura para a sua dor. Não são loucos, como Nicolas corrige sua mulher em uma conversa. São, ele diz, pessoas normais que viveram coisas demais.

No livro, protagonista usa trilha na floresta para ir e voltar do trabalho e vive momentos importantes ali (Foto: Stefan Wermuth/Reuters)

Nicolas é o protagonista de Uma Tristeza Infinita (Companhia das Letras), novo romance de Antônio Xerxenesky. Um psiquiatra francês adepto da psicanálise e que tenta compreender as raízes e os efeitos da melancolia, que acomete parte de seus pacientes e a si – e curá-la. Mas, ao mesmo tempo que defende o poder da fala no tratamento, ele se fecha.

Os limites da sanidade são testados. O passado ressurge aqui e ali enquanto ele reflete sobre sua tristeza. A família. A guerra. O trauma. A culpa histórica – de que lado você estava?, como seguir adiante sabendo que apoiou o horror?, como seguir adiante tendo se omitido? Uma reflexão sobre a profunda tristeza que nasce disso tudo, ou de um vazio que é de cada um.

+ BABEL

No Irã

Longe das Aldeias, romance de Robertson Frizero que foi finalista do Prêmio São Paulo e Livro do Ano no Prêmio AGES, será publicado em persa. É a primeira obra da Dublinense que vai ganhar tradução para o idioma. O livro conta a saga de um adolescente que, diante da senilidade da mãe e da tia que reluta em recordar o passado, tenta reconstruir a jornada da família refugiada de guerra e entender a própria história, sobretudo a ausência da figura paterna.
*
No ano passado, o romance foi publicado em árabe, pela Takween – e foi essa edição que chamou, agora, a atenção da Kazeh Publishing House.
*
Longe das Aldeias chega às livrarias iranianas em 2022, quando também será relançado aqui.

A língua e os bichos

Ilustração de Daniel Kondo para ‘A Vaca Foi Pro Brejo’

Com ilustrações de Daniel Kondo e texto da arquiteta Adriana Fernandes, A Vaca Foi Pro Brejo, livro infantil que a V&R lança este mês, brinca com expressões populares brasileiras que envolvem animais.

Tudo o que sabemos sobre:

livroLiteraturaAntônio Xerxenesky

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.