Um Livro Por Semana: Querida Carolina (Cartas a Uma Negra, de Françoise Ega)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um Livro Por Semana: Querida Carolina (Cartas a Uma Negra, de Françoise Ega)

'Cartas a Uma Negra', de Françoise Ega, foi publicado pela Todavia; e na Babel: 'Setenta', de Henrique Schneider, na Itália, e novo suspense de Sarah Pekkanen e Greer Hendricks a caminho

Maria Fernanda Rodrigues

24 de abril de 2021 | 05h00

Marselha, 1962. Uma reportagem de sete páginas da Paris Match sobre o fenômeno de Carolina Maria de Jesus e seu Quarto de Despejo (1960) encontra eco em uma imigrante antilhana que trabalha na casa de uma família francesa. E a escritora brasileira, ex-catadora de lixo, se torna interlocutora de Françoise Ega (1920-1976) em Cartas a Uma Negra, publicado originalmente em 1978 e que ganha agora edição da Todavia.

Carolina Maria de Jesus em 16961 (Foto: Acervo Estadão)

O romance epistolar, testemunho de um tempo e das relações sociais, começa com a resposta a uma indagação de Carolina publicada pela revista: “Será que os pobres dos outros países sofrem como os pobres do Brasil?”. Ega diz: “Pois é, Carolina, as misérias dos pobres do mundo inteiro se parecem como irmãs. Todos leem você por curiosidade, já eu jamais a lerei; tudo o que você escreveu, eu conheço”. Nas cartas (62-64), vamos conhecendo a realidade dela e de tantas outras mulheres e vemos seu desenvolvimento como escritora.

+ BABEL

‘Setenta’ na Itália

A Dublinense acaba de fechar a primeira venda de direitos autorais para a Itália. Setenta, romance de Henrique Schneider que trata sobre a tortura durante a ditadura militar brasileira, chegará aos leitores italianos ainda este ano com tradução de Giacomo Falconi e edição da Red Star.
*
O romance venceu o Prêmio Paraná de Literatura e já teve seus direitos vendidos para a língua árabe, com edição também confirmada para este ano, pela egípcia Sefsafa.

Suspense

A Faro vai publicar mais um livro de Sarah Pekkanen e Greer Hendricks, autoras de A Garota Anônima, que a editora lançou em janeiro, e de A Mulher Entre Nós (Paralela). Trata-se de You Are Not Alone, um thriller tortuoso que investiga o lado sombrio das emoções humanas, a obsessão e as linhas tênues cruzadas em nome da amizade e do pertencimento. Ele acompanha a história de duas irmãs, que têm um círculo social sólido, e de Shay, que tenta construir relações para si e fica cada vez mais isolada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.