Um Livro Por Semana #34: O caos interior (‘Pai, Pai’, de João Silvério Trevisan)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um Livro Por Semana #34: O caos interior (‘Pai, Pai’, de João Silvério Trevisan)

'Pai, Pai' foi publicado pela Alfaguara; e na Babel: Alexa e Tolkien e o lançamento do novo livro de Anita Deak

Maria Fernanda Rodrigues

05 de dezembro de 2020 | 03h00

O pai, um dos grandes temas da literatura. Sem autocensura, João Silvério Trevisan escreve sobre a conturbada relação com o dele em Pai, Pai (Alfaguara, 252 págs.; R$ 47,90; R$ 29,90 o e-book). Publicado em 2017 e finalista de importantes prêmios no ano seguinte, o livro – apresentado como romance, mas uma obra totalmente autobiográfica – promove um mergulho na dolorida infância do autor.

Autor revista seus traumas (Foto: Celso Junior/Estadão)

Ao reviver momentos traumáticos, Trevisan tenta entender quem era aquele homem que nunca disse uma palavra agradável ao filho e sempre lhe negou um carinho. Ou, pior: que batia nele, inclusive com sua pá de padeiro, e o humilhava. Tenta entender também de onde vinha aquele desprezo todo e a violência que o cercava – e que o levou, aos 10 anos, a buscar refúgio no seminário. O título do livro, aliás, remete a trecho do evangelho de Mateus que ouvia lá: “Pai, pai, por que me abandonaste?”

Não somos poupados das inúmeras passagens devastadoras que viveu – diante de uma singela árvore de Natal, de uma caçulinha cheia de urina ou no leito de morte de José, seu pai. E, enquanto persegue este rastro de dor, nos conta sobre sua paixão pelo cinema, outro refúgio dele, e sobre os livros que a mãe lhe comprava com dificuldade. Fala da descoberta do corpo, do amor, da voz. E do trabalho com cinema e teatro, de literatura, do exílio, e da luta LGBT.

João Silvério Trevisan buscou no que chama de caos interior a matéria-prima da obra. Aqui, ele não se despede do pai, não o mata para poder seguir adiante. O que há, na verdade, é o encontro – de um filho, já adulto, com o pai, um homem infeliz e devastado pela solidão. E o perdão.

+ BABEL

Lê pra mim?

Até o dia de Natal, as crianças podem pedir para a Alexa, inteligência artificial da Amazon, ler Carta do Papai Noel para elas. O livro, lançamento da HarperKids, traz as cartas escritas por J.R.R. Tolkien para seus filhos, com narração dos personagens principais.

Superprodução

A escritora Anita Deak promete uma live elaborada para o lançamento de No Fundo do Mar, Os Animais Invisíveis (Reformatório) no dia 12, às 18h, com drone, mar, música e mais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.