Um Livro Por Semana #15: Todas as vozes (‘Redemoinho em Dia Quente’)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um Livro Por Semana #15: Todas as vozes (‘Redemoinho em Dia Quente’)

'Redemoinho em Dia Quente', de Jarid Arraes, foi publicado pela Alfaguara. E mais na Babel: Emilio Fraia é selecionado para residência na Itália e vai lançar 'Sebastopol' na Suécia e autores refletem sobre o futuro na Revista Pessoa

Maria Fernanda Rodrigues

27 de junho de 2020 | 03h00

Mulheres do Cariri fazendo coisas inesperadas. Uma beata que toma um alucinógeno e vê Padre Cícero. Uma mototáxi em seu primeiro dia de trabalho. Meninas e jovens, idosas lésbicas. Uma mulher trans. São elas as narradoras e as personagens dos contos que Jarid Arraes reuniu em Redemoinho em Dia Quente, de 2019.

Nascida em Juazeiro do Norte em 1991, Jarid, autora ainda de Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis, As Lendas de Dandara e Um Buraco Com o Meu Nome, quis retratar a vida, os dilemas, os problemas e as alegrias das mulheres do seu sertão. Um sertão que não é só aquela imagem do chão rachado e da carcaça de vaca. Que evolui ao mesmo tempo que renega as raízes e se descaracteriza.

Obra refelete a complexidade da mulher – do sertão, mas não só (Foto: Fabio Vendrame/Estadão)

O livro apresenta 30 contos – e um dos textos, Despedida de Juazeiro do Norte, não é ficcional. Redemoinho em Dia Quente, aliás, é, como disse a autora, a reconciliação com sua terra natal.

Destaco dois contos. Amor com Cabeça de Oito é sobre a descoberta do amor, sobre os primeiros entendimentos do que é a pobreza extrema e sobre caminhos errados que tomamos. É também um registro discreto da transformação ocorrida depois do Bolsa Família. “Eu ainda era amiga de Corrinha, seu Manéu não era mais carroceiro, tava trabalhando como vigia. Minha casa tava toda reformada. Todo mundo tava melhor de vida, a rua mais bonita, toda casa tinha parede pintada. Eu penso que não faltava mistura no prato de ninguém”, diz a personagem.

Sensível, Telhado Quebrado Com Gente Morando Dentro aborda a relação de duas irmãs crescendo juntas, cúmplices nas brincadeiras, nos trabalhos domésticos, que se afastam por um mal-entendido e uma delas, nesse período, sofre uma tentativa de abuso do pai. São todos textos, afinal, que refletem a complexidade das mulheres e a capacidade de continuar vivendo.

REDEMOINHO EM DIA QUENTE
Autora: Jarid Arraes
Editora: Alfaguara (152 págs.; R$ 39,90; R$ 27,90 o e-book)

 

+BABEL

Suécia e Itália

‘Sebastopol’, livro de contos de Emilio Fraia lançado em 2018 pela Alfaguara, sairá na Suécia pela Tranan, editora de Clarice Lispector, Chinua Achebe, Jorge Luis Borges, Roberto Bolaño, Thomas Bernhard e muitos outros autores estrangeiros. E mais uma boa notícia para Emilio: ele foi um dos 30 (de 165) selecionados para a residência da Civitella Ranieri, num castelo da região da Úmbria, na Itália. Os escolhidos (há ainda músicos e artistas) participarão do projeto em algum momento entre 2021 e 2023.

O futuro

Escritores e pesquisadores foram convidados por Leonardo Tonus para pensar o futuro da literatura na seção ‘Devir’, da Revista Pessoa. Entre eles estão José Castilho Marques Neto, Carol Rodrigues, Natalia Borges Polesso e Cristino Wapichana. Os textos serão publicados em julho.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: