Salão do Livro Político vai discutir, em junho, o passado e o presente
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Salão do Livro Político vai discutir, em junho, o passado e o presente

E mais na Babel: Cidinha da Silva; Marcelo Rubens Paiva, Clemente e o movimento punk; padre Marcelo, Julian Barnes etc

Maria Fernanda Rodrigues

06 de maio de 2016 | 22h31

EVENTO
Salão do Livro Político vai discutir o passado e o presente

Salão do Livro Político

(Foto: Filipe Araujo/Estadão)

Com a presença da filósofa Marilena Chauí (foto), da líder estudantil Carina Vitral, do jurista Fábio Konder Comparato e da militante Amelinha Teles, entre outros, será realizado, de 1.º a 3 de junho, no Centro Cultural São Paulo, o 2.º Salão do Livro Político. Na programação, debates sobre a situação política atual, a ditadura e o impeachment de Collor, questões raciais e de gênero, o conflito entre Israel e Palestina e o mercado de livros políticos. Além disso, haverá uma mesa para discutir a literatura feita na periferia, exibição de curtas, lançamentos e uma feira de livros com a participação de cerca de 20 editoras e descontos de até 50%. A organização do evento é das editoras Alameda, Anita Garibaldi, Boitempo, Caros Amigos, Cortez, Filoczar, Iskra e Sundermann.

CRÔNICA
Olhar atento

Cidinha da Silva

Escritora, dramaturga, blogueira e militante, Cidinha da Silva (foto) lança, pela Pallas, Sobre-Viventes. O livro acaba de chegar da gráfica e terá uma extensa agenda de lançamentos pelo País, a começar por Salvador, dia 13. Ela estará por aqui nos dias 17 (Salão do Livro de Guarulhos), 23 (Ação Educativa) e volta em junho. A obra traz 41 crônicas da autora que está sempre atenta à análise do cotidiano da política e da cultura na perspectiva de africanidades e das relações raciais e de gênero.

ESPORTE
Jogada política
Sai nas próximas semanas, pela Sesi SP, Jogada Política no Esporte. A obra do jornalista Fábio Piperno resgata momentos em que as relações internacionais e as decisões políticas impactaram a história de atletas e competições.

NÃO FICÇÃO
Movimento punk
Marcelo Rubens Paiva e Clemente lançam, em setembro, pela Alfaguara, Meninos em Fúria. É a história do movimento punk em SP por meio da trajetória de uma de suas principais bandas, a Inocentes. É, também, um livro político, já que mostra a luta de garotos da periferia por mais espaço no fim da ditadura.

SEBO
De volta ao livro
A estreia de Liberdade, Liberdade, em abril, na Globo, aumentou em 60 vezes o número de exemplares vendidos de Joaquina, Filha do Tiradentes, na Estante Virtual. Publicada em 1987 por Maria José de Queiroz, a obra serviu de inspiração para a novela.

AUDIOLIVRO
Biografia narrada
Padre Marcelo Rossi – A Superação pela Fé, de Edison Veiga, ganha versão em audiobook pela Tocalivros. Em 3h37, o autor, que é repórter do Estado, narra a história de um dos padres mais pops do País.

ROMANCE
O novo Julian Barnes
Os leitores do britânico Julian Barnes terão de esperar até 2017 pela tradução de seu novo romance, The Noise Of Time, recém-lançado no Reino Unido e já considerado a obra-prima do autor de O Sentido de Um Fim. A obra é centrada no compositor soviético Dmitri Shostakovich (1906-1975) e na ideia do embate entre arte e poder, covardia e coragem.
*
Mas… No segundo semestre, a Rocco lança Keeping an Eye Open, livro de ensaios sobre arte publicado originalmente em outubro do ano passado.

**

Veja também:
Entrevista: Mario Vargas Llosa diz que Brasil está dando exemplo de combate à corrupção
Galeria Dia das Mães: 11 momentos especiais em que grandes escritores eram apenas filhos