Oficina de ficção especulativa do Museu do Amanhã abre inscrições e convida a pensar o futuro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Oficina de ficção especulativa do Museu do Amanhã abre inscrições e convida a pensar o futuro

'Sai-Fai - Ficção Científica à Brasileira' terá 20 vagas para aulas online com Ale Santos, Alexey Dodsworth, Lu Ain-Zaila, Julie Dorrico e Lidia Zuin

Maria Fernanda Rodrigues

27 de setembro de 2021 | 10h30

O Museu do Amanhã abre, nesta segunda-feira, 27, as inscrições para a primeira edição da Oficina de Contos de Ficção Especulativa: Sai-Fai – Ficção Científica à Brasileira, que será realizada online entre outubro e dezembro. São 20 vagas e as aulas começam no dia 23 de outubro.

Museu do Amanhã, no Rio; oficina literária será online (Foto Wilton Junior/Estadão)

Trata-se de um laboratório para a produção de “histórias sobre amanhãs possíveis (desejáveis ou não) explorando diferentes visões de futuro através de reimaginações do passado e do presente”.

Serão cinco aulas com autores e pesquisadores especializados em ficção científica e literatura fantástica: Ale Santos, Alexey Dodsworth, Lu Ain-Zaila, Julie Dorrico e Lidia Zuin. Eles também atuarão como mentores dos alunos, durante o segundo mês da oficina, quando deverão criar seus contos. Ao final do projeto, será lançado um e-book e um audiolivro com os 20 textos.

Julie Dorrico, escritora e pesquisadora indígena (Foto: Acervo Pessoal)

O objetivo, segundo Laboratório de Atividades do Amanhã, do Museu do Amanhã, é buscar novas perspectivas que dialoguem com a realidade brasileira e que atualizem o gênero da ficção científica, tomando como inspirações movimentos estéticos como o afrofuturismo, sertão-punk, amazofuturismo, ancestrofuturismo e outros.

As inscrições para a Oficina de Contos de Ficção Especulativa: Sai-Fai – Ficção Científica à Brasileira terminam no dia 10 de outubro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.