O desafio de escrever o segundo romance: Paula Fábrio e Luize Valente falam sobre o processo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O desafio de escrever o segundo romance: Paula Fábrio e Luize Valente falam sobre o processo

As escritores se reúnem nesta quinta-feira, na Blooks, em São Paulo, para falar sobre o processo de escrita do segundo livro após o sucesso de suas obras de estreia

Maria Fernanda Rodrigues

21 de agosto de 2014 | 13h29

No ano passado, pelo romance Desnorteio, Paula Fábrio ganhou o Prêmio São Paulo de Literatura na categoria autor estreante com mais de 40 anos. Luize Valente estreou na ficção em 2012 com O Segredo do Oratório – uma extensa pesquisa sobre as tradições judaicas presentes nas famílias de cristãos-novos no Brasil transformada num romance histórico. Os direitos já foram vendidos para o exterior e a editora de Internacional da Globonews participou de diversos festivais literários para falar sobre a obra. Agora, as duas se preparam para lançar o segundo romance. Elas foram convidadas a falar sobre o processo nesta quinta-feira, às 20 horas, na Livraria Blooks (Shopping Frei Caneca).

Paula (abaixo) conta que o prêmio recebido em 2013 não tornou a tarefa mais difícil. “O que sempre pesa é meu grau de exigência e o processo está tão difícil quanto foi para Desnorteio. Eu não diria que é mais difícil fazer o segundo, eu diria que é mais difícil fazer o próximo. Isso porque eu imagino que o autor deseja melhorar sempre”, conta a autora que está escrevendo e reescrevendo oito horas por dia, de segunda a sexta.

Ponto de Fuga (título provisório) foi selecionado pelo ProAC ano passado e será publicado pela Foz em 2015. “É um romance híbrido, porque mistura relato de viagem, resenha literária e a transformação da personagem. Ao longo da jornada, ela vai trazendo recordações de outras viagens e, aos poucos, revela como ‘conduziu’ a morte de seu pai, que estava com câncer terminal”, explica a autora. “Mas há uma história de amor também, além de preocupações sociais, estas últimas acho que vão continuar comigo até o fim”, completa.


Uma Praça em Antuérpia
, de Luize Valente (acima), também está previsto para 2015 e será lançado pela Record – mesma editora de O Segredo do Oratório. Em suas pesquisas para o livro, Luize esteve na França, Bélgica e Portugal e percorreu o caminho de seus personagens. A obra conta a saga de duas irmãs portuguesas entre a 2.ª Guerra e os dias de hoje. Sobre o desafio, diz: “O mais difícil é conciliar o processo solitário da escrita com a expectativa do mercado, do leitor e de superar-se à novidade. Ao mesmo tempo, tenho uma necessidade de contar histórias, acabo criando um compromisso com os personagens e aí publicar se torna uma consequência. Meu primeiro compromisso é com a história que quero contar”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

BlooksLuize ValentePaula Fábrio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.