Novo livro de Boaventura de Sousa Santos será lançado primeiro no Brasil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novo livro de Boaventura de Sousa Santos será lançado primeiro no Brasil

E mais na Babel: 'K.' e 'Os Visitantes' com nova produtora, literatura indígena, a volta de 'O Segredo', etc.

Maria Fernanda Rodrigues

27 de agosto de 2016 | 05h30

NÃO FICÇÃO
Novo livro de Boaventura de Santos será lançado primeiro no Brasil

boaventura de sousa santos

O novo livro do cientista social português Boaventura de Sousa Santos será lançado primeiro no Brasil. Para aproveitar sua participação na Bienal do Livro e da Leitura, que será realizada em Brasília de 21 a 30/10, a Boitempo publica, também em outubro, A Difícil Democracia – Reinventar As Esquerdas. O ponto de partida da obra é a questão ‘Para onde vai a democracia?’. No livro, o autor analisa a urgência de esquerdas reflexivas na atualidade, avalia a ascensão dos movimentos Occupy e dos indignados, os desafios da Venezuela pós-Chávez, as experiências recentes no sul da Europa, a história das democracias na passagem do século 20 para o 21 e o surgimento de um novo jeito de fazer política. No fim, propõe uma reflexão utópica sobre o desperdício da experiência social e política no nosso tempo.

FILME
Dois livros, um filme
Os direitos da adaptação cinematográfica de K. e de Os Visitantes, livros de Bernardo Kucinski sobre a ditadura militar e o desaparecimento de sua irmã, são agora da Marco Ricca Produções. Antes, havia um contrato de opção com a RT Features, mas acabou o prazo e o filme não foi feito.

ENCONTRO
Escrita e resistência
Nos dias 28 e 30 de setembro, Daniel Munduruku, Kaká Werá, Roni Wasiry, Márcia Kambeba, Eliane Potiguara e outros participam do Encontro de Realizadores e Escritores Indígenas: Oralidade, Escrita e Imagens, no Itaú Cultural. Haverá mesas de debate, leitura e exibição de filmes – como Um Ato de Resistência, de Andrea Tonacci, selecionado pelo programa Rumos 2014.

ROMANCE
Clássico abolicionista
Fora de catálogo desde 2004, A Cabana do Pai Tomás, de Harriet Beecher Stowe, volta às livrarias em setembro pela Amarilys em nova tradução. Publicado originalmente em 1852 nos Estados Unidos, o livro ajudou a causa abolicionista e teve papel crucial na Guerra Civil norte-americana. A edição terá prefácio do historiador Ricardo Alexandre Ferreira, que discute a relação do romance de Harriet Beecher Stowe com o movimento abolicionista no Brasil.

AUTOAJUDA
A volta de ‘O Segredo’
Sucesso da década passada, O Segredo, com mais de 2 milhões de cópias vendidas no Brasil, está de volta. Em novembro, Rhonda Byrne publica Como ‘O Segredo’ Mudou a Minha Vida, com histórias de leitores. Aqui, a obra sai pela Sextante.

FICÇÃO
Romance adaptado
Com três títulos publicados pela Única, Sarah Pinborough estará, agora, no catálogo da Intrínseca. A editora comprou os direitos de duas obras: Behind her Eyes e 13 Minutes – thriller para jovens adultos sobre manipulação e verdade na era dos smartphones que vai virar filme da Netflix. Sem previsão de lançamento.

HOMENAGEM
No centenário de Zélia
Zélia Gattai e A Imigração Italiana no Brasil Entre os Séculos XIX e XX (Ed. UFBA), de Antonella Rita Roscilli, será lançado no dia 8, no Instituto Italiano de Cultura, em São Paulo. A obra faz um mergulho na trajetória da escritora em seu centenário de nascimento, abrange o contexto histórico-social da Itália e do Brasil e ressalta os valores que permearam a vida dos imigrantes.

Tudo o que sabemos sobre:

Babel

Tendências: