Mark Zuckerberg quer ler mais em 2015 e cria clube de leitura em sua rede social
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mark Zuckerberg quer ler mais em 2015 e cria clube de leitura em sua rede social

Fundador do Facebook cria página para compartilhar suas leituras

Maria Fernanda Rodrigues

05 Janeiro 2015 | 16h43

Mark Zuckerberg quer ler mais em 2015. Todos os anos, o fundador do Facebook se impõe um desafio. Ele já aprendeu mandarim, já virou vegetariano, passou a usar gravatas diariamente. A meta, agora, é ler um livro a cada duas semanas. Mas, claro, ele não se contentará em apenas lê-los. Quer compartilhar a experiência. Por isso criou, no sábado, dia 3, a página A Year of Books. Até o final da tarde desta primeira segunda-feira de 2015, mais de 150 mil pessoas já tinham ‘curtido’ o ‘clube social de leitura’.

Foto: Adnan Abidi/Reuters

Foto: Adnan Abidi/Reuters

Zuckerberg, que tem mais de 31 milhões de amigos em sua rede social, disse que vai procurar obras com as quais aprenda sobre diferentes culturas, crenças, histórias e tecnologias. Para começar, escolheu O Fim do Poder, de livro de Moisés Naím publicado no Brasil em 2013 pela Leya.

A escolha do desafio não partiu apenas dele. O empresário pediu sugestões para seus amigos de Facebook e recebeu 50 mil respostas – muitas delas relacionadas à leitura. Optou, então, por ler e debater o conteúdo dos livros que escolheu na página A Year of Book, que é aberta a quem quiser acompanhar as novidades. Os comentários, porém, serão moderados. Zuckerberg quer que apenas pessoas que já leram as obras ou que estão lendo ao mesmo tempo que ele entrem na discussão.

A julgar por sua influência e pelo número de pessoas curtiram ou compartilharam o post em que explicava sua ideia – mais de 119 mil e 5.500 respectivamente – a iniciativa tem tudo para movimentar o mercado editorial.