Marcelo Tápia é o novo diretor da Casa das Rosas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marcelo Tápia é o novo diretor da Casa das Rosas

Ele assume o posto de Frederico Barbosa, que deixou a função em abril

Maria Fernanda Rodrigues

06 de setembro de 2016 | 15h12

casa das rosas

(Foto: Alex Silva/Estadão)

Diretor da Casa Guilherme de Almeida desde 2009 e responsável pela Casa Mário de Andrade desde o início do ano, o poeta Marcelo Tápia assume, nesta semana, a direção, também, da Casa das Rosas. Os três espaços são administrados pela organização social Poiesis.

A ideia de integrar os museus literários do Estado, mencionada quando Frederico Barbosa foi demitido do posto, em abril, começa a ser colocada em prática agora com a chegada de Tápia, que é também poeta e um dos organizadores e principais entusiastas do Bloomsday em São Paulo.

Leia também: Frederico Barbosa deixa a direção da Casa das Rosas

Desde 2004, quando o casarão da Avenida Paulista foi reinaugurado como Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, o local abriga cursos, oficinas, palestras, saraus, mostras, exibição de filmes, etc. É ali que se encontra, ainda, o acervo do poeta Haroldo de Campos.

“Meu desafio será dar sequência, da melhor maneira possível, ao bom trabalho que vinha sendo feito, ampliar o campo de atuação e integrar as três casas em ações que façam crescer seus papéis e que, ao mesmo tempo, fortaleçam a identidade de cada uma”, explica Tápia. Desenvolver o papel museológico da Casa das Rosas e de seu centro educativo, além de trabalhar para que a obra de Haroldo de Campos e a poesia em si tenham projeção crescente no Brasil e no exterior também são metas do novo diretor.

Com a saída de Frederico Barbosa, o espaço vinha sendo administrado por Clovis Carvalho, presidente da Poiesis.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Casa das Rosas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.