Livro sobre jornalista sequestrada na Somália vai virar filme com Rooney Mara no papel de Amanda Lindhout
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Livro sobre jornalista sequestrada na Somália vai virar filme com Rooney Mara no papel de Amanda Lindhout

Maria Fernanda Rodrigues

06 de julho de 2014 | 15h37

A canadense Amanda Lindhout (abaixo) viajou o mundo em busca de aventura. Fez mochilão na América Latina, foi a Laos, Bangladesh, Índia, Sudão, Síria, Paquistão, Afeganistão, Iraque. Quando estava nesses dois últimos, começou a fazer trabalhos esporádicos para emissoras de tevê.

(Foto: Lila/Divulgação)

Encantada com suas andanças, aos 27 anos, em agosto de 2008, ela foi à Somália com o namorado. Queria fazer reportagens lá, mas não tinha contrato acertado com nenhum veículo. No quarto dia, eles foram sequestrados por um grupo de guerilheiros mascarados em uma estrada de terra.

O sequestro durou 15 meses e a experiência violenta foi contada em A Casa do Céu, livro lançado recentemente pela Novo Conceito.

A novidade, agora, é que ele será adaptado para o cinema. Os direitos foram vendidos para a Annapurna Pictures e quem fará o papel de Amanda na versão cinematográfica será Rooney Mara (abaixo), que interpretou Lisbeth Salander em Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, baseado no livro de Stieg Larsson, e estava, também, no elenco de A Rede Social. Rooney será, ainda, a produtora do filme.

(Foto: Chris Pizzello/Invision/AP)

Na vida real, as duas atuam em projetos de ajuda humanitária. Amanda é fundadora da Global Enrichment Foundation, organização sem fins lucrativos que apoia iniciativas para o desenvolvimento, educação e ajuda humanitária na Somália e no Quênia. Já Rooney apoia projetos de fortalecimento de crianças e famílias no Quênia.

Tudo o que sabemos sobre:

A Casa no CéuAmanda LindhoutRooney Mara

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: