Livro analisa a influência da matemática em ‘Os Simpsons’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Livro analisa a influência da matemática em ‘Os Simpsons’

E mais na coluna de 5/9: A comitiva brasileira em Frankfurt, Barn prepara os primeiros lançamentos, Paulo Freire e as manifestações e clássicos reeditados

Maria Fernanda Rodrigues

04 de setembro de 2015 | 23h30

Livro analisa a influência da matemática em ‘Os Simpsons’

simpsons
No ar há 25 anos, Os Simpsons já intrigaram pesquisadores das mais variadas áreas. E, de olho nos telespectadores fiéis da série, o mercado editorial sempre esteve aberto a essas análises. Já foram publicadas obras como Os Simpsons e a Filosofia, A Psicologia de Os Simpsons, O Evangelho Segundo Os Simpsons e por aí vai. Em outubro, chega ao Brasil, mais um título sobre o universo de Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie – agora, sobre matemática. “Muitos dos autores de Os Simpsons são apaixonados por números, e seu maior desejo é inserir doses do conhecimento matemático no subconsciente dos telespectadores”, escreve o jornalista inglês com Ph.D. em Física, Simon Singh (de O Último Teorema de Fermat), em Os Segredos Matemáticos dos Simpsons – no prelo da Record.

FEIRA
Comitiva brasileira
O Ministério da Cultura da Alemanha fechou a lista de convidados brasileiros que levará à Feira do Livro de Frankfurt, entre 14 e 18 de outubro: os escritores Noemi Jaffe, Fernando Bonassi e Ricardo Lísias, os tradutores Luis S. Krausz e Kristina Michahelles e os editores Raquel Menezes (Oficina de Raquel), Cide Piquet (34) e William Oliveira (Apicuri).
*
O MinC também vai levar 5 autores, e os nomes serão definidos por Guiomar de Grammont. Outra feira que ganha a atenção do governo é a de Guadalajara. Há um edital aberto que prevê o apoio à ida de 20 brasileiros à feira mexicana (28/11 a 6/12).

EDITORA
Novos ventos
Barn é o nome da editora recém-criada por Daniel Rodrigues Aurélio e Isabella Sarkis de Carvalho. Os primeiros contratos estão sendo assinados e, por ora, ela funciona como um estúdio editorial. A ideia é lançar não ficção e ficar de olho na internet – editoras estão tendo sucesso ao transformar blogueiros e celebridades do Facebook e YouTube em autores.

REVISTA
História e educação
A Revista de História, nas bancas nos próximos dias, traz artigo de Moacir Gadotti sobre Paulo Freire e a faixa que circulou em Brasília: ‘Chega de doutrinação marxista. Basta de Paulo Freire’.
*
“Certamente Paulo Freire defenderia a liberdade de quem, em praça pública, pedisse que sua pedagogia fosse retirada das escolas, pois ele defendia a liberdade de expressão. Mas ele distinguia diversas concepções de liberdade”, escreve.

REEDIÇÃO – 1
50 anos em um

Marguerite Duras
Para comemorar seus 50 anos, a Nova Fronteira vem reeditando obras emblemáticas de seu catálogo. Até o fim do ano, ela manda mais dois lotes para as livrarias. Entre os próximos 10 títulos estão O Muro, de Sartre; A Cerimônia do Adeus e A Mulher Desiludida, de Simone de Beauvoir; e Amante da China do Norte, de Marguerite Duras (acima).

REEDIÇÃO – 2
Romance de 30
Quem também está fazendo um resgate importante é a Com-Arte, editora laboratório da USP, com sua coleção Reserva Literária. Idealizada para publicar obras esquecidas ou esgotadas, ela já reeditou Contos Cariocas, de Artur Azevedo; Marta, de Medeiros e Albuquerque; e Mau-Olhado, de Veiga Miranda. No dia 22, apresenta Navios Iluminados. O romance de Ranulfo Prata, lançado em 1937 pela José Olympio, conta a história de José Severino, que deixa uma cidadezinha baiana para tentar a sorte no porto de Santos.
*
No lançamento, na USP, José de Paula Ramos Jr., Luís Bueno, Marisa Midori e Nélida Piñon falam sobre a obra.

Tendências: