Literatura russa: novas traduções e obras inéditas a caminho das livrarias
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Literatura russa: novas traduções e obras inéditas a caminho das livrarias

E ainda na Babel: Tatiana Tibuleac, autora da Moldávia, será publicada no Brasil; Robertson Frizero e Marcílio França Castro ganham tradução no exterior; Florbela Espanca digital; e o livro que vai virar o novo filme de Guillermo del Toro no prelo

Maria Fernanda Rodrigues

29 de fevereiro de 2020 | 06h30

FICÇÃO – 1
Literatura russa: novas traduções e obras inéditas

Uma nova safra de literatura russa está a caminho das livrarias, pela Editora 34, com nomes mais ou menos conhecidos do leitor brasileiro. Em junho, sai Escritos da Casa Morta, de Dostoievski (1821-1881; foto), traduzido por Paulo Bezerra – com este título, a editora encerra a publicação da prosa completa do autor. Antes disso, ela lança, entre março e abril, Notas de Um Jovem Médico, de Mikhail Bulgákov (1891-1940), com tradução de Érika Batista e orelha de Irineu Franco Perpetuo – tradutor de O Mestre e Margarida, também dele. Bulgákov foi médico de aldeia em tempos de guerra. Estão previstos, ainda, para maio e com tradução de Perpetuo, Anna Karenina, de Tolstoi (1828-1910), e Meninas, de Liudmila Ulítskaia (1943).

FICÇÃO – 2
Outros sotaques
A Mundaréu, que lança agora Não Aceite Caramelos de Estranhos, da chilena Andrea Jeftanovic, e no fim do ano, traduzido por Antônio Xerxenesky, Temporada de Furacões, obra da mexicana Fernanda Melchor finalista do International Booker Prize, acaba de assinar contrato com Tatiana Tibuleac, escritora da Moldávia ganhadora do último European Union Prize for Literature. Apresentado como “brutal testemunho que une ressentimento, impotência e a fragilidade da relação entre mãe e filhos”, O Verão em Que Minha Mãe Teve Olhos Verdes sai em 2021 com tradução de Fernando Klabin.

TRADUÇÃO – 1
Mundo árabe
Longe das Aldeias, romance de Robertson Frizero publicado pela Dublinense e finalista do Prêmio São Paulo 2016, sairá em árabe pela Takween Publishing, do Kwait. O negócio foi fechado agora, mas é fruto da ida do editor Gustavo Faraon à Feira do Livro de Doha, no Catar. É a história de um jovem de 17 anos que, diante da doença da mãe, decide desfazer um passado de mentira e de ilusão a respeito da identidade do pai.

TRADUÇÃO – 2
Lugares e labirintos
Breve Cartografia de Lugares Sem Nenhum Interesse, de Marcílio França Castro, será lançado em espanhol pela Ediciones Uniandes na Feira de Bogotá, em maio. O livro foi editado aqui em 2011 pela 7Letras e ganhou o Prêmio da Fundação Biblioteca Nacional. Lá, vai integrar a Colección Labirinto, dedicada a autores lusófonos.

ROMANCE
Circo de horrores
A Planeta lança, no 2.º semestre, Nightmare Alley, livro de 1946 de William Lindsay Gresham que será adaptado para o cinema por Guillermo del Toro, com Bradley Cooper, Cate Blanchett, Rooney Mara e Willem Dafoe no elenco. A história acompanha um grupo de personagens de um circo de horrores.

COLEÇÃO
Florbela digital
A poeta portuguesa Florbela Espanca (1894-1930) acaba de ganhar uma coleção da Primavera Editorial. A Bela Flor vai publicar um título – sempre digital – a cada dois meses. A estreia, agora, será com Poemas Selecionados. Ainda no 1.º semestre, sairão A Mensageira das Violetas e Livro de Mágoas.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: