Festival literário em SP terá debate, sarau e até um chá com escritores
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Festival literário em SP terá debate, sarau e até um chá com escritores

Organizado pela primeira vez, o Outono Literário terá programação gratuita durante o fim de semana e recebe nomes como Marcelino Freire, Eloar Guazzelli, Andrea Del Fuego e Rodrigo Ciríaco

Maria Fernanda Rodrigues

24 Junho 2016 | 11h22

Começa nesta sexta-feira, 24, em São Paulo, o Outono Literário. Esta é a primeira edição do festival aqui. Criado na França por Leonardo Tonus, professor de literatura brasileira na Sorbonne, a Printemps Littéraire Brésilien levou, em março, 30 autores brasileiros para conversas na universidade e em outros espaços de Paris. De passagem, agora, pelo Brasil, Tonus uniu forças com Simone Paulino, Mirna Queiroz e Alexandre Staut para promover uma versão menor, mas ainda assim interessante, do evento em São Paulo. A entrada é gratuita.

festival literário

A abertura será hoje, às 19h, na Livraria Blooks, quando será lançada a antologia Olhar Paris (Nós), com contos e crônicas de autores como Alexandre Vidal Porto, Eloar Guazzelli , Caio Yurgel, Sérgio Roveri, Ieda Oliveira, Susana Fuentes, Rodrigo Ciríaco e Simone Paulino organizados por Tonus.

O encontro a ser realizado na livraria contará ainda com debate e a presença de, entre outros, Lúcia Bettencourt, Marcelino Freire, Marcílio França Castro, Rodrigo Ciríaco, Guazzelli, Alexandre Vidal Porto, Marília Garcia e Susana Fuentes.

No sábado, alguns dos autores irão ao Jardim Pedro Antunes com Ciríaco para participar, a partir das 10h, de um sarau na EMEF Senador Lino de Mattos. São eles: João Anzanello Carrascoza, Toni Brandão, Nilma Lacerda e Victor Heringer. Por duas semanas, cerca de 60 alunos trabalharam os textos dos autores convidados e agora se reúnem com os escritores para conversar sobre essas obras e também para apresentar a sua produção.

A programação continua às 18h, na Unibes Cultural, com o debate Pensar e fazer literatura em tempos de crise. Participam os escritores Micheliny Verunschk, vencedora do Prêmio São Paulo no ano passado, Sheyla Smaniotto, ganhadora do Prêmio Sesc, também em 2015, Julián Fuks, Viviane Ka, Andrea Del Fuego, Rodrigo Ciríaco e Eloar Guazzelli.

No domingo, será realizado um chá literário. Para completar a programação do encerramento do festival, haverá leituras, declamação de poesia e até a Kombiblioteca, projeto do Museu Pessoa, estará estacionada na frente do Bistrô O Chá, na Vila Madalena, convidando as pessoas que estiverem passando para participar do evento.
Confira a programação

SEXTA, 24 de junho
19h
Abertura, lançamento da antologia Olhar Paris (Editora Nós) e debate
Com Andrea Nunes, Ieda de Oliveira, Lúcia Bettencourt, Marcelino Freire, Marcílio França Castro, Rodrigo Ciríaco, Sérgio Roveri, Eloar Guazzelli, Alexandre Vidal Porto, Eunice Gutman, Marília Garcia, Natália Borges, Simone Paulino, Leonardo Tonus, Mirna Queiroz e Susana Fuentes. Mediação de Claudia Nina
Livraria Blooks (Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569, 3º piso)

SÁBADO, 25 de junho
Das 10h às 14h
Sarau dos Mesquiteiros
Com João Anzanello Carrascoza, Toni Brandão, Nilma Lacerda e Victor Heringer. Mediação de Rodrigo Ciríaco
EMEF Senador Lino de Mattos (Rua Sapupira, 1.005 – Jd. Pedro Nunes)

Das 18h às 21h
“Pensar e fazer literatura em tempos de crise”
Com Julián Fuks, Micheliny Verunschk, Sheyla Smanioto, Viviane Ka, Andrea Del Fuego, Rodrigo Ciríaco e Eloar Guazzelli. Mediação de Alexandre Staut e Leonardo Tonus
Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500)

DOMINGO, 26 de junho
17h
Bistrô O Chá: rua Aspicuelta, 194, Vila Madalena
Chá literário
Moderação: Simone Paulino e Mirna Queiroz

Mais conteúdo sobre:

BabelLiteraturaLiteratura brasileira