As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Einstein era um gênio, mas um homem inflexível, diz biógrafo

Maria Fernanda Rodrigues

11 Novembro 2016 | 20h26

Por Ubiratan Brasil e Guilherme Sobota

A editora Zahar comprou os direitos do livro Einstein’s Greatest Mistake (O Maior Erro de Einstein), escrito pelo premiado físico e historiador americano David Bodanis, com previsão de lançamento em 2017.

Apesar de reconhecer o imenso talento do cientista (“o maior gênio de todos os tempos”, alega), Bodanis critica o fato de Einstein revelar-se um homem teimoso diante das descobertas revolucionárias de rivais mais jovens, como Niels Bohr e Werner Heisenberg no campo da física quântica. O pai da teoria da relatividade, segundo Bodanis, o maior físico desde Newton, não conseguiu se manter atualizado com a mudança dos tempos.

MAIS CIÊNCIA
Sobre o trauma
Depois de estudar a linguagem mítica, Elizabeth S. Marcovitch escreveu O Trauma – Oito Ensaios Sobre a Subjetividade, lançado agora pela Chiado Editora. Pelas narrativas míticas milenares, ela concluiu que há um trauma universal, vivenciado inconscientemente pela humanidade.

AFRO-BRASILEIRA
Quatro lançamentos
Novembro é o mês em que se celebra a consciência negra. Para isso, a Editora Malê, especializada em obras da literatura afro-brasileira, vai lançar quatro livros: Esboços de um Tempo Presente, com ensaios curtos de Rosane Borges; O Tapete Voador, contos de Cristiane Sobral; A Lei do Santo, com contos de Muniz Sodré; e a coletânea 12 autoras negras da literatura brasileira atual, com contos e crônicas organizados por Cidinha da Silva.

DEVOÇÃO
Fãs de Jane Austen
Uma das autoras mais queridas em língua inglesa, Jane Austen inspira o livro Clube de Leitura de Jane Austen, de Karen Joy Fowler, que a Rocco lança em janeiro. A história de cinco mulheres e um homem da Califórnia que se reúnem para debater os romances da britânica ficou 33 semanas na lista dos mais vendidos do NYT.

DESCRENÇA
Desdém de Raduan
Ao autografar livros, antes da sessão do filme Lavoura Arcaica, na quarta-feira, 9, Raduan Nassar (foto) olhava com desdém sua Obra Completa, lançada recentemente pela Companhia das Letras. “Mas que obra?”, dizia.

Mais conteúdo sobre:

BabelLiteraturaEinstein