Editora Nós prepara coletânea com textos de Saramago e Valter Hugo Mãe sobre violência contra criança
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Editora Nós prepara coletânea com textos de Saramago e Valter Hugo Mãe sobre violência contra criança

E ainda na Babel: o novo romance de Flávio Izhaki, 'Bad Feminist' já tem editora no Brasil, uma grande exposição de Eduardo Viveiros de Castro a caminho, etc.

Maria Fernanda Rodrigues

10 Julho 2015 | 23h46

EDITORA
Saramago e Valter Hugo Mãe em coletânea sobre violência
Babel

A Nós, recém-criada por Simone Paulino, encontrou em Portugal a inspiração para ampliar seu catálogo. São dois os títulos de portugueses no prelo. Destinado a crianças, mas não só, A Inocência das Facas sai até setembro com contos sobre violência contra crianças. Um texto de Saramago ilustrado por David Pintor abre o volume. Entre os autores – são 10 – estão Afonso Cruz (autor e ilustrador) e Valter Hugo Mãe – ele escreve um conto/poema, ilustrado por Teresa Lima (acima), sobre a relação de um menino e um cão (que, para o protagonista, tem o efeito de um abrigo).
*
E ainda: Filipa Leal e João Vaz de Carvalho, Raquel Patriarca e Cristina Valadas, Manuela Costa Ribeiro e Anabela Dias, Marta Bernardes e Marta Madureira, Manuel Jorge Marmelo e Evelina Oliveira, Adélia Carvalho e Patrícia Figueiredo, Inês Fonseca Santos e Alex Gozblau, Emílio Remelhe e Gémeo Luís, Álvaro Magalhães e Maria Remédio. O livro foi publicado recentemente em Portugal.
*
O outro, para adultos, se chama O Livro das Aproximações e foi escrito por João Guilhoto, autor inédito aqui – e em Portugal.

ROMANCE
Polifonia e silêncio
Flávio Izhaki, autor do delicado Amanhã Não Tem Ninguém, entregou à Rocco, para publicação em 2016, os originais de Tentativas de Capturar o Ar. Neste romance de múltiplas vozes em que o autor investiga questões de identidade, incompletude e incomunicabilidade, acompanhamos um acadêmico às voltas com a biografia do autor do melhor livro de literatura brasileira dos últimos 25 anos – depois, ele não escreveu mais nada e morreu recentemente.
*
Entrevistas e textos do autor – incluindo um inédito que explicaria esse silêncio se não houvesse suspeita de ser ficcional – e a visão do filho ajudam a tentar reconstruir essa trajetória.

MOSTRA
O corpo selvagem

(Foto: Eduardo Viveiros de Castro/Divulgação)

(Foto: Eduardo Viveiros de Castro/Divulgação)

O Sesc Ipiranga abre, em 29/8, Variações do Corpo Selvagem, uma grande mostra de fotos feitas pelo antropólogo Eduardo Viveiros de Castro. A curadoria é de Eduardo Sterzi e Veronica Stigger, e serão expostas, até 29/11, 250 imagens, como a do poeta Waly Salomão (acima), stills de filmes de Ivan Cardoso e registros de seu trabalho com populações indígenas. Haverá ainda outras atividades.

ENCONTRO
Literatura latina
Enquanto prepara a homenagem a Viveiros de Castro, que contará com seminário, shows, filmes e apresentações de dança e teatro, o Sesc Ipiranga acerta os detalhes do encontro que promove, dia 29, com o escritor peruano Santiago Roncagliolo. A ideia é organizar sempre debates com latinos.

ENSAIO
Novo feminismo
Há pouco, contamos que a Novo Século lançaria Estado Selvagem, de Roxane Gay. A novidade agora é que ela adquiriu os direitos do best-seller Bad Feminist, que tem feito sucesso internet afora.

HQ
Mini livro no cinema
Outra da Novo Século: 20 mil mini livros com o 1.º capítulo de Homem-Formiga: Inimigo Natural serão distribuídos na rede Cinemark a partir de 4.ª. O filme estreia dia 16.

INFANTIL
Os primeiros
Criada em 2014, a Motirô lança, dia 25, na Livraria NoveSete, seus primeiros quatro infantis. São eles: Tronco a Formar Ponte Sobre Um Rio, estreia do artista plástico mineiro César Brandão na literatura para crianças,  Comprido (abaixo), de Kelly Alonso, e (Im)Previsíveis e As Amigas Que Fiz, escritos por Andréa Pelagagi e ilustrados por Luiz Zonzini.