Editora de best-sellers internacionais, Sextante cria selo para livros sobre o Brasil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Editora de best-sellers internacionais, Sextante cria selo para livros sobre o Brasil

Pascoal Soto comandará o selo Estação Brasil, que prevê o lançamento de obras de ficção e não ficção a partir de 2016

Maria Fernanda Rodrigues

22 Setembro 2015 | 15h27

Editora de best-sellers, a Sextante acaba de se unir ao editor Pascoal Soto, ex-Leya, Planeta e Moderna, na criação de um selo para publicar livros sobre o Brasil. Os primeiros títulos da Estação Brasil, que pretende reler os clichês que forjaram nosso imaginário, como a editora informa em comunicado, serão anunciados em abril de 2016.

A ideia é publicar não ficção – obras que “almejam preparar o público brasileiro para o século XXI, levando-o a mergulhar nos 500 anos que o precederam, com um outro olhar e por um novo viés”. E também ficção. Tudo isso, dizem, sem abrir mão do grande público ou da vocação para o mercado.

sextante editora

‘Imagem do Novo Mundo’, xilogravura aquarelada à mão de Johann Froschauer, c. 1505, publicada em Mundus Novus, de Américo Vespúcio, e incluída em ‘Brasil: Uma Biografia’ (Companhia das Letras)

Segundo a lista de mais vendidos do Publishnews, a Sextante é a editora com mais best-sellers este ano. Entre seus sucessos estão Jardim Secreto e Floresta Encantada, de colorir, A Mágica da Arrumação e o já clássico da autoajuda O Monge e o Executivo que, lançado no início dos anos 2000, ainda figura entre os mais vendidos no Brasil. A Sextante também é dona do selo Arqueiro, para livros de ficção. Em seu catálogo, autores como Ken Follet, Nicholas Sparks e Dan Brown. Edita, também, biografias por meio do selo Primeira Pessoa.

 

Dois livros recentes sobre o Brasil:
‘O Negócio do Brasil’, de Evaldo Cabral de Mello, ganha edição ilustrada com imagens da época

Biografia revela a trajetória do Brasil, de seus protagonistas e do seu povo