‘Cartas a Um Jovem Poeta’ ganha nova edição e traz agora também as cartas recebidas por Rilke
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Cartas a Um Jovem Poeta’ ganha nova edição e traz agora também as cartas recebidas por Rilke

E ainda na Babel: a segunda edição do Mulheria e o Salão do Livro Político 2022

Maria Fernanda Rodrigues

04 de junho de 2022 | 03h00

Cartas a Um Jovem Poeta, livro póstumo de Rainer Maria Rilke (187-1923), ganha uma nova edição pela Planeta no final de julho. Há uma novidade importante: as cartas do “jovem poeta” Franz Xaver Kappus a Rilke, inéditas aqui. Com tradução direta do alemão por Claudia Dornbusch, o volume vai contar, ainda, com o texto A Transitoriedade, em que Sigmund Freud relata um encontro com Rilke e discute, como as cartas, a natureza da poesia, do fazer poético e a possibilidade de ser feliz – mesmo sabendo que tudo tem um fim. Foram incluídos, ainda, uma nota de Franz Xaver Kappus e posfácio do pesquisador alemão Erich Unglaub.

Rilke em foto de Lou Andreas-Salomé, em 1928 (Foto: Britannica)

Em 1903, Rilke, já famoso, recebeu uma carta de um jovem aspirante a poeta, Franz Xaver Kappus, que buscava seus conselhos. A conversa franca iniciada ali, entre mestre e aprendiz, dois homens dedicados à arte, literatura e poesia, durou cinco anos e resultou numa das obras mais lidas de Rilke
*
Há duas outras edições de Cartas a Um Jovem Poeta em português – uma da L&PM (traduzida por Pedro Süssekind) e outra da Biblioteca Azul (traduzida por Paulo Rónai).

Mulheria

A jornalista Semayat Oliveira (Foto: Reprodução do Instagram)

No próximo sábado, dia 11, será realizada a segunda edição do Mulheria, um evento literário e cultural organizado pela escritora Morgana Kretzmann na Ria Livraria (Rua Marinho Falcão, 58 – Sumarezinho). Na programação, que começa às 17h e tem entrada gratuita, estão apenas mulheres – serão 12, entre as quais Semayat Oliveira, do podcast Mano a Mano e cofundadora do coletivo Nós, Mulheres da Periferia; Andrea del Fuego, autora do recente A Pediatra; Paula Fábrio, vencedora do Prêmio São Paulo com Desnorteio e que acaba de lançar Estudo Sobre o Fim; e Clodd Dias, atriz da série Manhãs de Setembro, disponível no Prime Video.

Salão do Livro Político e feira de editoras independentes

O Salão do Livro Político volta a ser realizado presencialmente em 2022 – mas mantém uma programação online, para quem quiser acompanhar de longe as mais de 15 mesas de debate. Entre os temas em destaque estão a democracia na América Latina, literatura e gênero e ecologia.

Para a feira do livro, que integra a programação, foi confirmada a presença de cerca de 70 editoras independentes. E por falar em editoras, o primeiro debate, no dia 20, às 11h, reunirá Marisa Midori e Cecilia Arbolave, entre outros nomes a serem confirmados, numa conversa com o tema Livros sob ataque: como e por que defender o mercado editorial.

Entre os convidados estão Ricardo Antunes, Fernando Morais, Glenn Greenwald, Manuela D’Ávila, Sonia Guajajara e Álvaro Garcia Linera, vice-presidente da Bolívia entre 2006 e 2019.

O Salão do Livro Político será no teatro Tuca Arena, da PUC-SP, de 20 a 24 de junho. Nos três primeiros dias, ele será presencial e online. No dia 24, apenas remoto. A organização é das editoras Autonomia Literária, Anita Garibaldi, Alameda, Boitempo e PUC-SP, com o apoio das fundações Mauricio Grabois, Rosa Luxemburgo, Perseu Abramo, Astrogildo Pereira e Lauro Campos e Marielle Franco.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.