Biografia romanceada de Frida Kahlo será lançada na Bienal
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Biografia romanceada de Frida Kahlo será lançada na Bienal

E mais na coluna Babel: biografia de Nietzsche, poemas de Wilson Alves-Bezerra e romance de Luis S. Krausz, homofobia e militância, um sonho de Olavo Bilac, os cinco anos da Revista Pessoa e uma homenagem a Ubaldo na Bienal

Maria Fernanda Rodrigues

31 Julho 2015 | 23h22

FICÇÃO
Biografia romanceada de Frida Kahlo será lançada na Bienal
Frida Kahlo biografiaA Martins Fontes – Selo Martins prepara, para a Bienal do Livro do Rio de Janeiro (3 a 13 de setembro), o lançamento de Frida Kahlo, de Rauda Jamis. Trata-se de uma biografia romanceada da artista mexicana escrita com base nas principais fontes de pesquisa por esta jornalista e romancista de origem mexicana, nascida em Cuba e que trabalha como psicoterapeuta em Paris. Do México revolucionário aos salões nova-iorquinos e galerias parisienses, acompanhamos a vida e a construção da obra de Frida (1907-1954). Para a capa, o editor Evandro Martins Fontes usou um estandarte (acima) feito pela artesã Rosi Figues, que ele conheceu em Bichinho (MG) durante caminhada pela Estrada Real.

BIOGRAFIA
A volta de Nietzsche
Está chegando às livrarias, pela Edipro, Nietzsche: Uma Biografia. Até então inédita aqui, a obra foi lançada por R. J. Hollingdale, tradutor do filósofo, nos anos 1960, e ficou anos fora de catálogo até a reedição da Cambridge University Press.

POESIA
Reestreia poética
Wilson Alves-Bezerra volta à poesia com Vertigens, que a Iluminuras lança em 5/9, na Biblioteca Mário de Andrade. Seus dois primeiros títulos, de 1996 e 1999, foram independentes. Bezerra é professor de Letras na UFSCar, tradutor e autor dos contos de Histórias Zoófilas e Outras Atrocidades. Ele lê um dos poemas:

ROMANCE
Ser estrangeiro
Bazar Paraná é o título do 2.º romance de Luis S. Krausz, vencedor do Prêmio Benvirá com o 1.º – Deserto. Ambientada durante a ditadura, a obra, que deve ser lançada em um mês, aborda a vida numa colônia agrícola fundada no interior do Paraná por emigrantes alemães de origens urbanas e burguesas. Tudo a partir do olhar de um garoto.

REVISTA
Militância e homofobia
Em entrevista à Revista de História, nas bancas dia 10, o pesquisador James Green, que vai lançar a biografia do militante Herbert Daniel, fala sobre a dificuldade da esquerda em tratar da questão da homossexualidade.

JUVENIL
Sonhos parnasianos
Olavo Bilac
Conto de Olavo Bilac (1865- 1918) ilustrado por Cris Alhadeff (acima), O Sonho está sendo lançado pela editora Sesi-SP. Esta não é a única aposta da editoria para leitores a partir dos 12. No prelo, também, Ventania Brava, de Luiz Bras, sobre um mundo, num futuro não tão distante, comandado por adolescentes. Para adultos, a dica é a nova edição de Édipo é a Mãe, de Dirceu Ferreira.

TRADUÇÃO
Feira de Boston
Organizada por Leonardo Tonus e lançada pela Revista Pessoa no Salão de Paris, a coletânea de autores brasileiros contemporâneos sairá agora nos EUA. O lançamento será em outubro, no Boston Book Festival, com apoio do MIT e da Boston University. Estarão por lá Alexandre Vidal Porto, Luisa Geisler e Adriana Lisboa.
*
Antes, dia 15 de agosto, no Sesc Santos, Luisa Geisler e Andrea Del Fuego apresentam a obra, que deve ser lançada também em Bruxelas até o final do anto. Tudo isso para comemorar os 5 anos da Revista Pessoa.

BIENAL
Ubaldo homenageado
A Bienal do Rio anuncia a programação completa na terça, mas está confirmada uma mesa em homenagem a João Ubaldo Ribeiro. Participam Cacá Diegues, João Carlos Teixeira Gomes e Rodrigo Lacerda.