Babel: Todas as atenções voltadas para o Salão do Livro Infantil e Juvenil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Todas as atenções voltadas para o Salão do Livro Infantil e Juvenil

Maria Fernanda Rodrigues

23 de maio de 2014 | 21h07

A coluna Babel publicada no Caderno 2 de 24 de maio, com alguns destaques de editoras para o Salão do Livro Infantil e Juvenil, uma excursão de editores do segmento de livros científicos, técnicos e profissionais à Alemanha, o primeiro livro publicado por Teju Cole previsto para o segundo semestre de 2015, um livro sobre o ambiente de trabalho e mais.

FEIRA
Todas as atenções voltadas para os livros infantis e juvenis

Editoras fazem suas apostas para o Salão FNLIJ do Livro Infantil e Juvenil, o mais importante do gênero no País, a ser realizado de 28/5 a 8/6, no Rio. Serão ao todo 170 lançamentos. A Pallas, que acaba de lançar o selo Pallas Mini, apresenta Ombela – A Origem das Chuvas, de Ondjaki. A Zahar lança Diário de Pilar em Machu Picchu, de Flávia Lins e Silva, e a SM, Terra Costurada Com Água, de Lucia Hiratsuka. Já a Globo aposta em Stella Maris Rezende e publica o juvenil Missão Moleskine e o infantil A Poesia da Primeira Vez. Às vésperas da Copa do Mundo, a Peirópolis lança Folclore de Chuteiras (acima), de Alexandre de Castro Gomes e ilustrações de Visca. O livro narra uma partida da seleção brasileira, com Mula Sem Cabeça, Curupira, Negrinho do Pastoreio e Saci, entre outros, contra um time de craques de outros mundos, como a Múmia, Frankenstein, Pé Grande e por aí vai.
*
A Cosac Naify, que venceu em mais categorias do recém-anunciado Prêmio FNLIJ, levará dois volumes de fábulas: Esopo – Fábulas Ccompletas, ilustrado por Eduardo Berliner e traduzido por Maria Celesti C. Dezotti, e Fábulas Selecionadas de La Fontaine, com ilustrações de Alexander Calder e tradução de Leonardo Fróes. A Brinque-Book lança A Verdadeira História de Cachinhos Dourados, de Sandro Natali e Agnesi Baruzzi, os mesmos autores de A Verdadeira HIstória da Chapeuzinho Vermelho (40 mil exemplares vendidos no Brasil). Já a WMF Martins Fontes lança dois volumes da italiana Beatrice Alemagna: Pequena Coisa Gigantesca e Os Cinco Esquisitos. A Berlendis & Vertecchia aposta Por Que o Mar é Salgado – Contos Populares da Noruega, traduzido por Kristin Lie Garrubo e ilustrado por Cárcamo.
*
Essa é uma pequena mostra do que estará em exposição na feira.   

FRANKFURT
Viagem de negócios
Em junho, a Feira do Livro de Frankfurt leva editores do segmento Científico, Técnico e Profissional à Alemanha para visitas a editoras de lá.

LIVRARIA
Otimismo carioca
A Blooks, livraria do Rio que abriu sua primeira loja em São Paulo em outubro, no Shopping Frei Caneca, tem planos de crescer 30% este ano. Uma das estratégias será investir em eventos dentro e fora de seu espaço. Em outubro, por exemplo, ela estará na Feira de Arte e Criatividade do Pixel Show. Outra aposta é no formato. Como as lojas de museus, ela vende de livro a joias.

NOVELA
A estreia de Teju Cole
Nigeriano que mora nos EUA, Teju Cole (na foto de Chester Higgins Jr./NYT) foi apresentado ao leitor brasileiro em 2012 com o romance Cidade Aberta. Em 2015 sairá, também pela Companhia das Letras, Every Day is For The Thief, o primeiro livro que ele escreveu e que acompanha um estudante de psiquiatria que retorna a Lagos depois de 15 anos vivendo em Nova York.

CONTO
Outras palavras
O lançamento em junho, pela Alfaguara, de Contos em Trânsito será uma boa oportunidade de ler autores argentinos nunca traduzidos para o português, como Manuel Soriano (na foto de Florencia Formiga/Divulgação), o mais jovem na antologia, e ainda Marcelo Cohen e Inês Fernández Moreno, entre outros. Obra semelhante, mas com contos de autores brasileiros, foi lançada este mês na Argentina.

ROMANCE
De volta para o passado
O canadense David Gilmour, do best-seller O Clube do Filme, lança, pela Geração, no fim do mês, A Perfeita Ordem das Coisas – uma volta pelos locais do passado do protagonista, que está em busca de sentido para sua vida.

NÃO FICÇÃO
Anatomia do trabalho
Em Cubed – A Secret History of the Workplace, o jornalista Nikil Saval analisa 150 anos de história do ambiente de trabalho nos EUA. Para tal, evoca Bartleby, o Escriturário, de Melville, o seriado The Office, tiras e outros materiais. O livro mostra porque o escritório tem a forma atual e como ele deveria ser. A Rocco lança a obra em 2015.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: