Babel: Novo romance de Ignácio de Loyola Brandão sai no primeiro semestre
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Novo romance de Ignácio de Loyola Brandão sai no primeiro semestre

E mais na coluna Babel de 23/12: novas bibliotecas comunitárias, Melissa Albert, Diego Hypolito, Emily M. Danforth, Don Winslow e Karin Slaughter e um livro com cartuns feministas

Maria Fernanda Rodrigues

23 Dezembro 2017 | 06h00

FICÇÃO
Novo romance de Loyola Brandão no primeiro semestre

Ignácio de Loyola Brandão

Ignácio de Loyola Brandão lança romance em 2018 (Foto: Daniel Teixeira/Estadão)

Era para se chamar Desta Terra Nada Vai Sobrar a Não Ser o Vento Que Sopra Sobre Ela o novo livro de Ignácio de Loyola Brandão. Emprestado de um poema de Brecht, de 1921, o título era muito comprido – decidiu o autor recentemente. Ao entregar o original para o editor Luiz Alves, da Global, nos últimos dias, o cronista do Caderno 2 mudou o nome para E Calmamente Enlouquecer. Situado neste Brasil atual e absurdo e que marca a volta do autor de Zero e Não Verás País Nenhum ao romance depois de mais de uma década sem publicar nada no gênero, ele será lançado entre maio e junho. Antes desse, Loyola lançou Se For Pra Chorar Que Seja de Alegria, premiado este ano com o Jabuti.

HQ
Feminismo em cartum

feminismo

Também está previsto para o primeiro semestre, pela L&PM, The Trouble With Woman, da cartunista feminista britânica Jacky Fleming. Com tradução de Lavínia Fáver e título provisório de O Problema das Mulheres, a obra conta, por meio de cartuns, a história das mulheres dentro da história.
*
Em um deles, por exemplo, lemos (em tradução livre): “Antigamente não havia mulheres, e é por isso que você não cruza com elas nas aulas de história da escola. Havia homens, e alguns deles eram gênios”.

ROMANCE
Apostas na ficção
A HarperCollins, que lança, em janeiro, O Mau Exemplo de Cameron Post, obra de Emily M. Danforth que trata da cura gay e vai virar filme, tem, entre as apostas para o ano, outros dois livros festejados. Em março, lança A Força, de Don Winslow, um dos melhores policiais do ano para o NYT – sobre um policial corrupto que acaba preso. E depois, The Good Daughter, de Karin Slaughter, sobre duas irmãs que tiveram a vida marcada por um ataque em sua casa.

LEITURA
Biblioteca comunitária

biblioteca comunitária

(Foto: Sergio Zacchi)

Em 2017, o projeto Biblioteca Comunitária, do Instituto Ecofuturo, inaugurou duas bibliotecas – em Campinas (SP) e Nova Hartz (RS) – e iniciou a implantação de outras três – em Marília e Bebedouro (SP) e Igrejinha (RS). Com as quatro unidades que serão construídas no Maranhão, o projeto deve fechar 2018 com 116 bibliotecas.

NÃO FICÇÃO
A vida de Hypolito
A Benvirá lança, em setembro, a autobiografia do ginasta Diego Hypolito.

YA
Contos sombrios
Selo jovem da V&R, a Plataforma21 publica em maio The Hazel Wood, de Melissa Albert. É a história de Alice, de 17 anos, que descobre que sua reclusa avó é a autora de um livro raro e proibido de contos de fadas sombrios. Após o desaparecimento de sua mãe, uma trilha de migalhas metafóricas parece levá-la por uma suspeita toca de coelho para o mundo sobrenatural das histórias de sua avó. Vai virar filme e o lançamento do livro marca o segundo aniversário do selo.