Babel: Novo festival literário em NY promove encontro entre brasileiros e americanos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Novo festival literário em NY promove encontro entre brasileiros e americanos

Entre os convidados do The Pessoa Festival, estão Paul Beatty e Carol Rodrigues. E mais na Babel: Margaret Atwood, Charles Dickens, A Revolução dos Bichos, síndrome de Down, Sofia Silva, etc.

Maria Fernanda Rodrigues

20 Outubro 2018 | 06h00

Novo festival em NY reúne brasileiros e americanos

The Pessoa Festival

A escritora Carol Rodrigues ganhou o Jabuti por ‘Sem Vista Para o Mar’ (Foto: Walter Craveiro/Divulgação)

Um novo festival literário vai promover o diálogo entre escritores lusófonos e americanos e entre as obras desses autores. Trata-se do The Pessoa Festival, organizado por Mirna Queiroz, da Revista Pessoa, e por Eric M. B. Becker, tradutor e editor da revista World Without Borders, em Nova York. A primeira edição será nos dias 16 de novembro, na livraria Book Culture, e no dia 17, com transmissão ao vivo, no Lenfest Center for the Arts, vinculado à Universidade Columbia. Os convidados desta edição de estreia são Paul Beatty, Rivka Galchen, Leslie Jamison, Ana Kiffer, Alexandre Vidal Porto, Ismar Tirelli Neto, Carol Rodrigues (foto), Estevão Azevedo e Roberto Taddei. “Nesses tempos em que as pessoas frequentemente falam sem querer ouvir o outro num diálogo de surdos, estamos redobrando nossa fé de que, por meio da literatura, podemos nos conhecer melhor uns aos outros”, diz Becker.

NÃO FICÇÃO
Vigiar e ser vigiado
Tecnopolíticas da Vigilância sai pela Boitempo em novembro. Organizado por Bruno Cardoso, Fernanda Bruno, Lucas Melgaço, Luciana Guilhon e Marta Kanashiro, o livro analisa o desenvolvimento de novas formas de vigilância e de controle (câmeras, rastreamento de compras, operações algorítmicas nas tecnologias digitais, uso de chips e drones, etc.) e a experimentação de resistências que dialogam com elas.

REEDIÇÃO
O mundo de Atwood
O Ano do Dilúvio, distopia pós-apocalíptica de Margaret Atwood, volta às livrarias repaginado pela Rocco em novembro. Na obra de 2009, estão questões como pensamentos uniformes, comportamentos programados, regimes de exceção, controle social e experiências genéticas.

CLÁSSICO
Sátira jurídica
A Nova Fronteira lança, em dezembro, para venda exclusiva pela Amazon, A Casa Soturna (1853), de Charles Dickens. A tradução é de Oscar Mendes.

HQ
Os bastidores
Por dentro da Revolução dos Bichos – O processo de adaptação do clássico literário para quadrinhos é o tema do encontro do ilustrador Odyr com outros profissionais no MIS no dia 21/11. A HQ acaba de ser publicada pela Companhia das Letras.

INFANTIL
Síndrome de Down

Não somos anjinhos

O ilustrador argentino Gusti está no Brasil para o lançamento de Não Somos Anjinhos (acima), pela Solisluna. O livro trata com humor e simplicidade a vida das crianças com síndrome de Down e suas famílias – ele parte de sua própria experiência. No dia 23, às 13h30, ele participa de bate-papo, autografa a obra e faz uma oficina na Biblioteca Parque Villa-Lobos.

GASTRONOMIA
Mesa brasileira
Roberta Malta Saldanha lança, pela Alaúde, Culinária Brasileira, Muito Prazer, que explora a gastronomia por meio de ingredientes e pratos de todas as regiões e traz mais de 170 receitas.

YOUNG ADULT
Sucesso português
Sucesso na autopublicação, a portuguesa Sofia Silva teve seu livro Sorrisos Quebrados lançado aqui pela Valentina em 2017. Era o primeiro da série Quebrados, que aborda temas como violência doméstica, depressão, deficiência física e abuso sexual, e a editora já planeja os próximos lançamentos. Sofia virá para autografar Corações Quebrados em dezembro e Destinos Quebrados sai na Bienal do Rio.