Babel: Livrarias perdem mais espaço, segundo pesquisa da GFK
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Livrarias perdem mais espaço, segundo pesquisa da GFK

Maria Fernanda Rodrigues

25 de maio de 2019 | 03h00

MERCADO – 1
Livrarias perdem mais espaço, segundo pesquisa da GFK

crise das livrarias

Livraria Saraiva (Foto: Amanda Perobelli)

Segundo levantamento feito pela GFK para a Associação Nacional de Livrarias (ANL), o ritmo de queda do mercado editorial está em desaceleração. Isso não quer dizer, porém, que as livrarias já consigam ver a luz no fim do túnel. No acumulado do ano, até o final de abril e comparando com o mesmo período do ano passado, houve queda de 21,8% em unidades vendidas e de 17,9% no faturamento. O preço médio do livro cresceu 4,3% no período. A pesquisa, que será apresentada pela ANL na segunda-feira, 27, revela ainda que as livrarias estão perdendo espaço – a venda de livros neste canal caiu 21% em faturamento, enquanto a venda em outros canais cresceu 19,2%. Costuma-se de dizer que em tempos de crise – não do mercado editorial exatamente – os livros de autoajuda têm um melhor desempenho, e o levantamento confirma isso. Livros de administração e de economia também estão vendendo bem.

MERCADO – 2
Panorama da crise
E na terça, 28, serão revelados os números da série histórica da Pesquisa Produção e Venda do Setor Editorial Brasileiro, com o tamanho acumulado da crise nos últimos 13 anos.

MERCADO – 3
Um ano sem Tolkien
Tem filme sobre Tolkien em cartaz e exibição de O Senhor dos Anéis com trilha sonora ao vivo programada para julho – e o livro está fora das livrarias há um ano, desde que os herdeiros do autor trocaram a Martins Martins Fontes pela HarperCollins. A nova editora já começou a lançar suas edições, mas os livros mais conhecidos só ficarão prontos mais para a frente – O Hobbit em julho e O Senhor dos Anéis em novembro.
*
A Martins estima que teria vendido pelo menos 20 mil exemplares de O Senhor dos Anéis no último ano.
*
Mas a editora não tem muito do que reclamar, considerando a conjuntura. Mesmo sem vender Tolkien, mesmo sem vender seu catálogo para as livrarias e distribuidoras hoje em recuperação judicial, Evandro Martins Fontes diz que imprimiu 70 mil exemplares este ano, e que está no azul.
*
O plano de reedição da obra de J. R. R. Tolkien na HarperCollins vai até 2025.

TEATRO
Carolina no palco
Com Cyda Moreno e direção de Isaac Bernart, estreia no Sesc Ipiranga, dia 7, Eu Amarelo: Carolina Maria de Jesus. A peça conta a história da ex-catadora de papel e autora de Quarto de Despejo, publicado em 1960, redescoberto mais recentemente e tema, hoje, de alguns vestibulares.

YA
Busca da verdade
Conhecida entre os leitores YA (jovens adultos), Maureen Johnson (de Deixe a Neve Cair, com John Green) lança o primeiro título da trilogia Cordialmente Cruel em julho pela HarperCollins. A história se passa numa escola para grandes inventores e artistas e envolve crimes.

INFANTIL
Sociedade de consumo

Autora de Mostro Rosa e Em Família, entre outros, a espanhola Olga de Dios terá seu livro Os Três Irmãos de Ouro (acima) publicado pelo Boitatá, selo infantil da Boitempo, no fim de junho. Ela começa contando a velha história da galinha dos ovos de ouro, e continua, mostrando o que aconteceu com os tais ovos. Tudo isso para falar sobre o valor das coisas no mundo contemporâneo.

Tendências: