Babel: Índia promove encontro com escritores lusófonos em 2018
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Índia promove encontro com escritores lusófonos em 2018

E mais na coluna Babel de 16/9: poetas brasileiros escrevem sobre HIV, oficina de escrita criativa é tema de seminário, etc

Maria Fernanda Rodrigues

16 de setembro de 2017 | 06h00

FESTIVAL
Índia promove encontro com escritores lusófonos em 2018

Adriana Lisboa terá dois livros publicados na Índia: ‘Sinfonia em Branco’ e uma coletânea de poemas (Foto: Julie Harris)

Para ajudar a manter o português vivo em Goa e despertar o interesse pela literatura lusófona, será realizada, de 2 a 4 de fevereiro, a primeira edição do festival Raças: Celebração da Literatura de Língua Portuguesa. Com patrocínio de empresas indianas e transmissão pelo YouTube, o evento vai reunir autores, tradutores e agentes literários como Adriana Lisboa (foto), Tatiana Salem Levy, José Eduardo Agualusa, Cristóvão Tezza, Dulce Maria Cardoso, Edney Silvestre, José Luis Peixoto, Flávia Lins e Silva, Edgard Telles Ribeiro, Mirna Queiroz, Leonardo Tonus, Alison Entrekin, Michael Kegler e Nicole Witt. Dos convidados, sete terão livros editados lá pela Der Falke Books, presidida por Maesh Dutt, idealizador e organizador do Raças. Alguns sairão em inglês e outros em hindi.

FICÇÃO
A primeira portuguesa
A Dublinense, que também vem investindo em autores lusófonos e já lançou obras de nomes como José Luis Peixoto e Gonçalo M. Tavares, prepara, agora, o edição de A Coleção Privada de Acácio Nobre, de Patrícia Portela – a primeira autora portuguesa de seu catálogo.

POESIA – 1
Novos caminhos
E Tezza, que vai lançar seu premiado O Filho Eterno durante a passagem por Goa, estreia na poesia na Quelônio Solto #3, que será apresentada na 2.ª, no Bar Balcão. Ele tem outros poemas e trabalha numa coletânea.

POESIA – 2
Tente entender
Ramon Nunes Mello já começou a receber os poemas que vão integrar Tente Entender o Que Tento Dizer. O título remete à Carta Para Além dos Muros, em que Caio Fernando Abreu revela ter o vírus da aids.
*
“Como poeta, e pessoa que vive com HIV, acredito que a linguagem é o verdadeiro vírus, por isso resolvi organizar essa antologia. Minha intenção é reunir diferentes vozes e sorologias (não é necessário estar HIV positivo para falar de HIV/aids), para abordar um tema que ainda é tabu, inclusive na literatura brasileira”, disse à coluna.
*
Entre os autores estão Armando Freitas Filho, Antonio Carlos Secchin, Guilherme Zarvos, Bruna Mitrano, Italo Moriconi, Lucia Bettencourt e Ana Khell de Moraes, Amara Moira, Yasmin Nigri e Sylvio Fraga.

PASSATEMPO
Conectando NY

Ponto a Ponto NYC, da artista e modelo sul-coreana Narae Kim, será publicado pela Martins Fontes Selo Martins no fim do mês. A obra é o resultado das andanças da autora pela cidade. Os desenhos que ela fez dos prédios, praças e parques serão revelados ao ligar os pontos – e depois é só pintar.

NÃO FICÇÃO
Ensinar a escrever
A Bienal de Pernambuco e a PUC-RS são parceiras na realização do 1.º Seminário Nacional em Escrita Criativa de Pernambuco entre os dias 13 e 15 de outubro, dentro da programação da feira (6 a 15), no Recife.
*
Serão três dias de discussões e oficinas com a presença de Luiz Antonio de Assis Brasil, criador, em Porto Alegre, da mais tradicional oficina do País, Luis Roberto Amabile e Raimundo Carreiro, autor de Os Segredos da Ficção – Um Guia Para Escrever Narrativas, entre outros nomes. Um livro com ensaios dos convidados, Sobre Escrita Criativa, será lançado.

 

 

Tendências: