Babel: HQ ‘A Revolução dos Bichos’, de Odyr, sairá na Itália, Espanha e EUA
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: HQ ‘A Revolução dos Bichos’, de Odyr, sairá na Itália, Espanha e EUA

E ainda na coluna Babel: Yellow Submarine em outubro, pela Darkside; e-galáxia publica Pablo Katchadjian no Brasil; literatura holandesa e Mathieu Bablet, com Shangri-la, a caminho das livrarias

Maria Fernanda Rodrigues

18 Agosto 2018 | 06h00

HQ – 1
‘A Revolução dos Bichos’, de Odyr, na Itália, Espanha e EUA

A Revolução dos Bichos em HQ

A primeira adaptação comercial de A Revolução dos Bichos para quadrinhos do mundo é brasileira e chega às livrarias no dia 28 de setembro. George Orwell (1903-1950) lançou este “conto de fadas rural”, como ele chamava, em 17 de agosto de 1945, durante a Segunda Guerra. O livro, uma alegoria sobre poder, virou clássico e voltou ao debate com a redescoberta de 1984, que se tornou um best-seller depois da eleição de Trump. E, agora, foi adaptado e ilustrado pelo gaúcho Odyr (acima). A HQ sairá pelo selo Quadrinhos na Companhia e já começa a chamar a atenção de editoras internacionais. A Mondadori, na Itália, a Penguin Random House Espanha e Houghton Mifflin Harcourt, editora de Orwell nos Estados Unidos, já compraram os direitos de publicação da obra.

HQ – 2
Depois do fim
Já a Sesi-SP Editora lança, ainda este mês, Shangri-la, HQ do francês Mathieu Bablet (1987). A história se passa num futuro distante, num tempo em que os últimos humanos vivem em uma estação espacial governada por uma multinacional – e todo mundo está feliz. Alguns cientistas, no entanto, colocam em prática um programa destinado a criar vidas em laboratório, com o intuito de enviá-las para Shangri-lá, uma das regiões mais hospitaleiras de Titã, uma das luas de Saturno. Não sem revolta e confronto.
*
Por falar na editora, ela acaba de colocar no ar o site da Revista Ponto, dedicada à literatura. É possível ler todos os números da publicação.

HQ – 3
Pepperland, 50

Yellow Submarine em HQ

Em outubro, pouco antes das comemorações pelos 50 anos da estreia de Yellow Submarine, em 2 de dezembro de 1968, será lançada mundialmente uma adaptação do filme para HQ – feita por Bill Morrison, editor da MAD (acima). No Brasil, a história dos músicos que são recrutados para salvar Pepperland, um paraíso fantasioso, das atrocidades dos Blue Meanies, será publicada pela Darkside Books.

ARGENTINA
Katchadjian no Brasil
Autor do polêmico El Aleph Engordado, que lhe rendeu um longo processo por plágio que acabou bem para ele – e não para o María Kodama, viúva de Jorge Luis Borges –, o argentino Pablo Katchadjian (1977) será publicado pela primeira vez no Brasil pela e-galáxia.
*
A Liberdade Total, com lançamento exclusivo em e-book, em setembro, é um livro híbrido de conto e teatro – parte do texto integrou a peça A Comédia Latino-americana, de Felipe Hirsch.
*
O autor vem ao Brasil mês que vem, a convite do Instituto Cervantes, para um ciclo de debates que contará, ainda, com Joca Reiners Terron, Paloma Vidal e Antônio Xerxenesky.

HOLANDA
Próximos lançamentos
Alguns títulos de autores holandeses estão previstos por editoras brasileiras para este ano e para o próximo. De Arnon Grunberg (1971), autor de Tirza e Amsterdã Blues – e um dos escritores contemporâneos mais badalados de lá –, a Rádio Londres publica, em 2019, The Asylum Seeker e Birthmarks.
*
Clássicos holandeses modernos também estão no radar das editoras. A Record lançou, no começo do ano, A Erva Amarga, de Marga Minco (1920). A Companhia das Letras manda para as livrarias, em alguns dias, Uma Virgem Tola, de Ida Simons (1911-1960). E a Ayiné deve lançar A Disturbed Life, de Etty Hillesum (1914-1943).

 

— A coluna sai de férias por duas semanas. Até a volta!