Babel: Escritores vão poder receber doação de leitores em site
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Escritores vão poder receber doação de leitores em site

E mais: Livraria da Vila terá mais um clube de leitura, 'Desterro' na Itália, nova biografia de Bismarck e de quadrinistas, livro juvenil finalista do Books at Berlinale a caminho das livrarias brasileiras

Maria Fernanda Rodrigues

30 Janeiro 2015 | 20h30

AUTOPUBLICAÇÃO
Escritores vão poder receber doação de leitores em site
Não é venda e não é financiamento coletivo. O que a startup brasileira Widbook está propondo é que leitores deem uma ajudinha financeira aos autores caso tenham gostado do livro. O valor é escolhido pelo leitor e pago ao escritor via Pay Pal. É uma forma, acreditam os idealizadores da plataforma, de agradecer pelo livro escrito ou de incentivá-los a continuar. Desde 2012, quando foi criado, o Widbook nunca cobrou mensalidade dos escritores que usam seu ambiente para escrever e divulgar os livros, ou dos leitores, que têm à disposição e-books dos mais variados gêneros. São 250 mil usuários – a maioria no Brasil, Estados Unidos e Índia – e 40 mil obras sendo escritas. O serviço, como é oferecido hoje, segue gratuito. Mas por R$ 7,99 mensais será possível saber tudo sobre o seu leitor, algo até então um mistério: quem está lendo, quanto tempo gasta por capítulo, procedência, ranking dos mais ávidos, etc.

LEITURA
Dois clubes
O Irmão Alemão, de Chico Buarque, vai inaugurar, no dia 9, o Clube da Vila – parceria entre a Livraria da Vila (da Fradique), Companhia das Letras e Boitempo que prevê debates sobre obras. No dia 20, o Leitura Compartilhada segue com seus encontros mensais e discute As Avós, de Doris Lessing.

TRADUÇÃO
‘Desterro’ na Itália
Anterior a Deserto (Prêmio Benvirá), Desterro – Memórias em Ruínas (2011), primeiro romance de Luis S. Krausz, professor de literatura hebraica da USP, chega à Itália nos próximos dias com o título de Memorie in Macere pela Casa Editrice Giuntina.

FENÔMENO
Do cinema à livraria
Sniper Americano, filme de Clint Eastwood sobre Chris Kyle, atirador da Marinha dos EUA, que acaba de estrear por lá, fez bem ao livro em que é baseado. Só na semana passada, foram vendidos 138 mil exemplares. O livro, editado aqui pela Intrínseca, já está nas livrarias. O filme só no fim de fevereiro.

AUTOAJUDA
Depois da queda
Para provar que o fracasso é essencial para a o sucesso, Sarah Lewis perfilou personalidades que romperam barreiras – no caso de Martin Luther King, um tique verbal. O Poder do Fracasso sai em março pela Sextante.

JUVENIL
Bons amigos
imaginarioEntre os 11 livros finalistas do Books at Berlinale, parceria do Festival de Cinema de Berlim e da Feira de Frankfurt para indicar livros com potencial de virar filme, está O Imaginário, do britânico A.F. Harrold e ilustrações (acima) de Emily Gravet. A obra – sobre uma amizade imaginária e que fala ainda de memória, poder, impotência e perda, sairá pela Escarlate, selo da Brinque-Book, em julho.

BIOGRAFIA – 1
Mergulho histórico
Cartas e diários de Otto von Bismarck estão entre os materiais consultados por Jonathan Steinberg para compor Bismarck – Uma Vida, que a Amarilys lança nos próximos dias.

BIOGRAFIA – 2
Vida nos quadrinhos
É neste sábado, no Troféu Angelo Agostini, a apresentação dos primeiros títulos da Recordatário, coleção da Marsupial para preservar a história dos quadrinhos. São eles: Marcatti – Tinta, Suor e Suco Gástrico, de Pedro de Luna; Primaggio Mantovi – O Mestre de Estilo Versátil, de Nobu Chinen; e Ivan Saidenberg – O Homem que Rabiscava, de Lucila Simões Saidenberg.