Babel: Editora Maralto faz sua estreia no mercado editorial
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Editora Maralto faz sua estreia no mercado editorial

E ainda na Babel: Leonardo Tonus organiza antologia de poesia brasileira para editora alemã, Bolu Babalola e suas fábulas de amor, FT Lukens e suas histórias de fantasia e amor e um livro para a Gatinha Pusheen

Maria Fernanda Rodrigues

13 de novembro de 2021 | 03h00

Editora Maralto faz sua estreia no mercado editorial

Ilustração de Orbitar, novo livro de Alexandre Rampazo

Com sede em Curitiba, a Maralto chega ao mercado editorial agora – mas ela não parte do zero. Já com 150 títulos em catálogo (lançamentos e reedições) e 1,5 milhão de exemplares impressos, ela nasce da venda, em 2019, da Positivo ao grupo Arco Educação. Entre seus autores estão Luiz Ruffato, Adriana Lisboa, Luiz Henrique Pellanda, Mariana Ianelli, Odilon Moraes, Ruy Espinheira Filho, Marilda Castanha, Carlos Dala Stella, Jacques Fux, João Anzanello Carrascoza, Nelson Cruz e Raquel Matsushita. Para 2023, o plano é ampliar a publicação de obras de autores africanos, latino-americanos e europeus, sem perder de vista os brasileiros. A ideia é ter livros que priorizam a conexão entre literatura e artes visuais, além de temáticas voltadas para infância, juventude e público adulto. A coordenação dos trabalhos é da publisher Cristiane Mateus e o nome da editora foi emprestado de Drummond.

Cristiane Mateus, publisher da Maralto (Foto: Pith Haiducki)

Fora a edição de livros, que serão vendidos para alunos e também em livrarias, para o público geral, ela terá o Programa de Formação Leitora Maralto (PFLM), que será comercializado para escola e tem como proposta ajudar no desenvolvimento da habilidade de ler e escrever.
*
Entre o fim do mês e dezembro, ela realiza quatro eventos em São Paulo, BH e Curitiba. O daqui será no dia 27, às 14h, na NoveSete, com lançamentos de Alexandre Rampazo (Orbitar; acima), Daniela Galanti (Ninanão) e Raquel Matsushita (Desaforismos).

Alemanha: ‘Diários em Mar Aberto’ e poetas brasileiros ganham tradução

Lançado este ano pela Folhas de Relva Edições, Diários em Mar Aberto, do poeta e pesquisador Leonardo Tonus, será traduzido para o alemão por Lilli-Hannah Hoepner e será publicado em março de 2022 pela Hagebutte Verlag, de Munique.
*
Outra novidade do lado de lá: a mesma editora acaba de ganhar um edital de publicação (Verlagsprämien des Freistaats Bayern 2021) para lançar uma antologia de poesia brasileira contemporânea. Prevista para novembro de 2022, ela será organizada também por Leonardo Tonus, que é professor da Sorbonne, sairá em edição bilíngue e contará com a participação de ilustradores estrangeiros.

Histórias de amor

A Harlequin lança, no primeiro semestre de 2022, Love in colour, o livro de estreia da autora, roteirista e jornalista nigeriana-britânica Bolu Babalola. São 13 contos nos quais ela reconta, com olhar atual e focado no feminino, fábulas de amor de diferentes culturas – passando por lendas folclóricas africanas, mitos gregos e histórias antigas do Oriente Médio. Uma dessas histórias, Alagomeji, foi inspirada no relacionamento de seus pais nigerianos. Bolu foi um dos nomes na lista 30 Under 30 da revista Forbes para Mídia e Marketing na Europa.

Fantasia com romance LGBTQIA+

A Faro Editorial adquiriu os direitos de dois romances de FT Lukens voltados ao público jovem e com temática LGBT. Eles misturam aventuras com príncipes e piratas, poderes mágicos e dramas familiares. In Deep Waters acaba de ser publicado na Inglaterra e nos Estados Unidos e está previsto para sair aqui no começo de 2022. Nele, o leitor é apresentado ao príncipe Tal em sua primeira aventura marítima. Ele esperava havia anos uma oportunidade de desbravar os mares, como um rito de passagem para a maturidade. Na viagem, ele se depara com um rapaz preso em um navio, tido como ladrão, e, confiando em sua palavra, lhe concede a liberdade. Ele então se lança no mar, mas o destino dos dois voltará a se cruzar. No livro seguinte, So This Ever After, ainda inédito nos EUA e previsto para o fim do ano que vem aqui, a autora cria uma história inspirada nas lendas arturianas em que um príncipe corre contra o tempo para salvar o reino e a si mesmo. Há magos, reis maléficos, lutas medievais e a descoberta do amor.

Gatinha Pusheen em livro

Gatinha Pusheen… Certamente você já viu, usou ou recebeu uma imagem dela. Famosa por causa de GIFs e figurinhas que circulam nas redes sociais, com um canal no Youtube e somando 10 milhões de seguidores em todas as redes, a personagem da ilustradora Claire Belton ganhou um livro. Eu sou a Gatinha Pusheen é a aposta da Valentina para o Natal. No livro, que termina justamente com uma trapalhada na noite de Natal, Claire, que se inspirou em sua gata para criar a Pusheen, mostra suas preferências, apresenta sua irmã mais nova, Stormy, e conta outras curiosidades da gatinha.

Tudo o que sabemos sobre:

Mercado EditoriallivroLiteraturaPoesia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.