Babel: Editora L&PM se prepara para abrir ‘pocket livraria’ de rua
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Editora L&PM se prepara para abrir ‘pocket livraria’ de rua

PocketStore da L&PM será inaugurada em Porto Alegre. E ainda na coluna Babel: cresce o número de projetos editoriais no Catarse, Leiturinha não quer livros sobre bruxas e etc.; os novos clássicos da Zahar, etc

Maria Fernanda Rodrigues

23 de fevereiro de 2019 | 03h00

MERCADO – 1
Editora L&PM se prepara para abrir ‘pocket livraria’ de rua

PocketStore Livraria

A PocketStore Livraria vai vender livros da L&PM e de outras editoras

Conhecida por seus livros de bolso e presença constante nas listas de mais vendidos há alguns bons meses com Sapiens, de Yuval Noah Harari, a L&PM inaugura uma ‘pocket livraria’ em março, no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. No espaço de 70 m², a editora gaúcha vai vender todos os seus livros – e ainda obras de outras editoras estão sendo escolhidas por Ivan Pinheiro Machado, um dos sócios da casa, e por Luís Augusto Fischer, que indicou títulos de autores estreantes. Na PocketStore Livraria, haverá ainda lançamentos recentes nacionais e estrangeiros das mais diversas áreas e best-sellers, claro. Ela funcionará também como espaço de eventos: o primeiro lançamento, da própria editora, será Textos Contraculturais, Crônicas Anacrônicas & Outras Viagens, de Eduardo Bueno.

MERCADO – 2
Caminho alternativo
No ano da pior crise vivida pelo mercado editorial, campanhas de financiamento coletivo voltadas para livros, quadrinhos e revistas movimentaram R$ 6,6 milhões no Catarse, um crescimento de 6% em relação ao ano anterior, 2017. E isso inclui desde projetos individuais, de autores que precisam de uma forcinha para publicar seus trabalhos, a iniciativas de editoras tradicionais.
*
O maior sucesso foi a campanha da Aleph, que levantou R$ 460 mil com 1.465 pessoas para o lançamento de uma edição de luxo de 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Arthur C. Clarke.

MERCADO – 3
Tiragem garantida
Neste momento ainda incerto, clubes de assinatura também têm dado alguma alegria para as editoras que conseguem emplacar um livro. Por exemplo, um título negociado para integrar o Kit Inéditos, da TAG, tem uma primeira tiragem de nada menos que 20 mil exemplares – e depois ainda vai para as livrarias. O deste mês foi O Bom Filho, thriller da sul-coreana You-jeong Jeong.
*
O Leiturinha, que pode chegar a 40 mil, está com edital aberto – mas não é permitido inscrever obras que “apresentem seres mágicos, como bruxas, fadas e duendes, como temática central na história”. Estranho.

CLÁSSICO
De todos os tempos

clássico zahar

A coleção Clássicos Zahar acaba de lançar, na versão comentada, A Máquina do Tempo, marco da ficção científica. Nesse mesmo formato, ela lança, em breve, Aventuras de Huckleberry Finn (ilustração acima), O Fantasma da Ópera e A Ilha do Tesouro.
*
E, na edição bolso de luxo, estão previstos os títulos Aladim, O Homem Invisível e Frankenstein, que fez 200 anos em 2018.

TOUR
Lima no pré-carnaval
Na sexta, dia 1.º, véspera do carnaval, Juliana Fiúza comanda seu primeiro walking tour pelo Rio de Lima Barreto. O ponto de encontro é no CCBB, às 14h.

TV
Paddington em desenho

desenho paddington

Clássico da literatura infantil inglesa e tema de dois filmes, Paddington vai virar série de TV em 2020, com exibição global.

Tendências: