Babel: Companhia das Letras lança coleção infantil com livros a R$ 9,90
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Companhia das Letras lança coleção infantil com livros a R$ 9,90

De olho nas classes C e D, editora apresenta a Coleção Canoa na Bienal do Livro; e mais: Autran Dourado na HarperCollins Brasil e Banca Tatuí na Feira de Frankfurt

Maria Fernanda Rodrigues

28 de maio de 2022 | 03h00

Companhia das Letras lança coleção infantil com livros a R$ 9,90

Ilustração de Rodrigo Chedid para o livro ‘Aliens: A Lição’ (Foto: Companhia das Letras)

A Companhia das Letrinhas, o grupo Companhia das Letras, lança, na Bienal do Livro de São Paulo, em julho, a Coleção Canoa. A proposta é publicar histórias que dialoguem com a cultura brasileira, de novos autores e artistas, a preço popular: R$ 9,90.

O preço foi definido no início do projeto e então as equipes editorial e de produção gráfica se dedicaram a pesquisar materiais e formatos que pudessem deixar o livro neste valor para chegar aos leitores das classes C e D, de acordo com a editora – e esse é o objetivo do projeto.

O nome da coleção foi escolhido justamente por causa da ideia de levar seus livros aonde nem sempre eles vão. “A canoa chega em lugares de difícil acesso em que outras embarcações não conseguem chegar”, segundo a justificativa da editora. E também porque o formato será o canoa: a encadernação mais usada para revistas e livretos onde capa e miolo são grampeados. São edições mais simples, mas bem feitas, e os livros saem com 15,5 cm x 22,5 cm.

Os primeiros lançamentos da Coleção Canoa, da Companhia das Letras (Foto: Companhia das Letras)

Os quatro primeiros títulos são da escritora e contadora de histórias pernambucana Mari Bigio com ilustrações do paulistano Rodrigo Chedid – um dos sócios do estúdio Bicho Coletivo, responsável pelo projeto gráfico. São eles: A Bruxa do Breu, Uma Carta Para o Pirata, A Sereia Garbosa e Aliens: A Lição.

A tiragem inicial será de 20 mil exemplares. Os livros estarão à venda em livrarias e em outros pontos.

Obra de Autran Dourado vai para a HarperCollins Brasil

Autran Dourado em 2006 (Foto: Fabio Motta/Estadão)

A obra do escritor mineiro Autran Dourado (1926-2012) passa a ser publicada pela HarperCollins Brasil a partir de junho. Seus livros eram editados pela Rocco. O primeiro relançamento pela nova casa será Sinos da Agonia. Publicado originalmente em 1974, o romance remonta ao século 18. Em Vila Rica (MG), uma jovem arruinada financeiramente se casa com um rico fazendeiro na esperança de salvar o futuro da família. De início satisfeita com o arranjo, a jovem logo percebe que não será ali que ela encontrará a felicidade e sua busca se transforma numa verdadeira tragédia.
*
O lançamento seguinte será Ópera dos Mortos. De 1967, o livro foi incluído pela Unesco numa coleção das obras mais representativas da literatura mundial.
*
Em 2012, Silviano Santiago escreveu sobre Autran Dourado para o Estadão. Confira aqui.

Banca Tatuí vai à Feira de Frankfurt

A Banca Tatuí, em Santa Cecília, vende publicações independentes (Foto: Cecilia Schiavo)

Um novo projeto da Feira do Livro de Frankfurt vai levar 15 livrarias internacionais para o mais importante evento do mercado editorial do mundo, em outubro. A Banca Tatuí foi uma das selecionadas e João Varella participará de uma programação que inclui treinamentos, seminários, trocas de experiências e networking.

“O convite representa um alento. Depois de passar por nosso período mais desafiador durante a pandemia, com a Banca Tatuí fechada por quase dois anos e só contando com o site, agora surge a possibilidade de criar pontes com outros livreiros de todo o mundo. Nossa expectativa é aprender práticas de outros pontos do planeta que ajudem a disseminar a cultura literária”, explica Varella, que também é fundador e editor da Lote 42.

O editor e livreiro João Varella, da Banca Tatuí e Lote 42)

Ele completa: “A longo prazo, desejamos criar corredores de exportação e importação de livros e arte impressa de maneira geral. E, claro, vamos dividir tudo o que aprendermos por lá com os companheiros do livro aqui”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.