Babel: Coleção vai reunir ensaios sobre o lugar dos jovens no mundo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Coleção vai reunir ensaios sobre o lugar dos jovens no mundo

E mais na Babel: Bienal do Rio inaugura Boulevard do Livro, para as pequenas editoras: dois livros de Adriana Lisboa no prelo; obra de João Paulo Cuenca incluída em coleção latina; etc

Maria Fernanda Rodrigues

20 de abril de 2019 | 03h00

DIGITAL
Coleção reúne textos sobre o lugar dos jovens no mundo

(Foto: Renato Parada)

Deslocamentos é o título da coleção que as Edições Sesc lançam neste semestre, com ensaios que procuram pensar o lugar dos jovens no mundo contemporâneo. Com curadoria de Tiago Ferro (foto), criador da e-galáxia e da revista Peixe Elétrico e autor de O Pai da Menina Morta, a série contará com volumes digitais curtos, de cerca de 60 páginas, a começar por Mídias Digitais: Cultura, Posts e Redes, de Sérgio Branco; Games: Cultura, Arte e Joystick, de João Varella; e HQ: Criadores e Criaturas de Quadrinhos, de Rogério de Campos.

NÃO FICÇÃO
11/9, uma história oral
A todavia lança, em 2020, The Only Plane in the Sky, livro em que o jornalista Garrett M. Graff reúne as entrevistas que fez com órgãos do governo americano, sobreviventes dos ataques de 11 de setembro, familiares de vítimas e testemunhas. Sai lá em setembro.

MEMÓRIAS
A lição da abelha
Filha das Abelhas, em que a jornalista Meredith May conta como as abelhas que o avô criada num ônibus, no quintal, a ensinaram sobre família, comunidade, lealdade e sobrevivência, sai em junho pela HarperCollins.

FICÇÃO
Perda, perdão e poesia

(Foto: Julie Harris)

Adriana Lisboa (foto) lança o romance Todos os Santos pela Alfaguara no 2.º semestre. É a história de Vanessa e André, ligados por uma perda irreparável na infância: a morte do irmão dela, que era o melhor amigo dele. Um pouco antes, em julho, ela lança pela Relicário seu novo livro de poemas: Deriva.
*
Por falar na Relicário, ela acaba de inaugurar uma casa em Belo Horizonte – para abrigar a editora e eventos literários.

COLEÇÃO
Fronteiras latinas
Idealizada pelo Grupo Planeta, e sem previsão de lançamento aqui, a coleção Bordes terá um livro brasileiro entre os selecionados: Descobri que Estava Morto (Tusquets/Planeta), de João Paulo Cuenca. A ideia da coleção é reunir algumas das vozes mais potentes do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru e Uruguai em edições de bolso e a preços acessíveis.

MÚSICA
Vinicius, o avô
Mariana Moraes, neta de Vinicius, sobe ao palco do Sesc Ipiranga dia 12/5, para um show que mistura as composições, a poesia e a prosa do avô.

BIENAL
Para as pequenas
Pensando nas pequenas editoras que não costumam ir à feira, a Bienal do Rio inaugura este ano o Boulevard do Livro – espaço de 400 m² operado pela distribuidora Catavento, que deve abrigar 16 estandes de 15 m².

Tendências: