Babel: Circuito cria a coleção ‘Trás-os-mares’ para livros de escritores portugueses contemporâneos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Circuito cria a coleção ‘Trás-os-mares’ para livros de escritores portugueses contemporâneos

E mais: 'Amora', de Natalia Borges Polesso, será publicado nos EUA, os novos números do mercado editorial; A Bíblia da Garota Negra; e 'Vox'

Maria Fernanda Rodrigues

08 Setembro 2018 | 06h00

LUSOFONIA
Coleção Trás-os-mares estreia com cinco autores portugueses

literatura portuguesa

A escritora portuguesa Hélia Correia (Foto: Estela Silva/Lusa)

A carioca Circuito, que faz parte do coletivo editorial idealizado por Jorge Sallum, apresenta, no final de outubro, na Casa Plana, a coleção Trás-os-mares, dedicada à literatura portuguesa contemporânea. Com curadoria da poeta e ensaísta portuguesa Maria João Cantinho em parceria com o poeta Renato Rezende, editor da Circuito, a série lança, em sua estreia, os romances A Loucura Branca, de Jaime Rocha; Noturno Europeu, de Rui Nunes; Até o Ano Que Vem em Jerusalém, de Maria da Conceição Caleiro; e Adoecer, de Hélia Correia, vencedora do Prêmio Camões (foto), e o livro de contos Éter, de António Cabrita. A memória individual e a memória coletiva, os rumos da civilização, a morte e a História são temas que perpassam as obras.

MERCADO
Uma trégua
Depois de dois períodos de queda, o mercado editorial dá uma respirada. No período que compreendeu a segunda quinzena das férias escolares, a Bienal do Livro, o Dia dos Pais e a volta às aulas, o setor registrou crescimento de 11,45% em vendas e de 8,47% em faturamento. Os dados são Painel das Vendas de Livros no Brasil, da Nielsen/Sindicato Nacional de Editores de Livros (Snel). No acumulado do ano, os resultados são melhores que os de 2017, com aumento de 5,97% em volume e de 9,8% em valor.
*
Apesar disso, comenta-se que esta é a pior crise vivida pelo mercado editorial brasileiro.

DIREITOS
‘Amora’ nos EUA

Natalia Borges Polesso

A escritora Natalia Borges Polesso (Foto: Laine Bacarol)

Amora, premiado livro de Natalia Borges Polesso (foto) em que os contos são protagonizados por lésbicas, teve os direitos vendidos pela Dublinense para a AmazonCrossing – braço editorial da Amazon dedicado a publicar, em inglês, literatura estrangeira. A tradução será lançada em outubro de 2019. Os direitos já tinham sido vendidos para Odelia (América do Sul), Raspabook (Espanha) e Vremea (Romênia).
*
Recortes Para Álbum de Fotografia Sem Gente, o livro de estreia de Natalia, de 2013, ganha nova edição mês que vem pelo selo Não Editora, da casa gaúcha.

NÃO FICÇÃO
A bíblia da garota negra
A Primavera Editorial vai publicar no Brasil Slay in Your Lane – The Black Girl Bible, recente lançamento de Yomi Adegoke e Elizabeth Uviebinené. O livro, previsto para novembro, traz biografias de mulheres negras do Reino Unido que tiveram sucesso nas mais diversas áreas.

FICÇÃO
Mulheres silenciadas
O governo decreta que as mulheres só podem falar 100 palavras por dia (antes, elas falavam em média 16 mil). Depois, decide que elas não podem mais trabalhar e professores são proibidos de ensinar as meninas a ler e escrever. Contas bancárias são congeladas. Passaportes, confiscados. Esse é o pano de fundo de Vox, distopia da estreante Christina Dalcher, linguista e professora universitária, que a Arqueiro manda para as livrarias em outubro.
*
Uma obra que, espera a editora, vai agradar os leitores de Margaret Atwood e os fãs da série Handmaid’s Tale.