Babel 01.06.13
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel 01.06.13

Maria Fernanda Rodrigues

03 de junho de 2013 | 10h00

EDUCAÇÃO

Brasil se prepara para a Feira de Frankfurt, que mira o Brasil

Enquanto o Brasil se alvoroça coma perspectiva de um novo boom literário, já que o fato de sermos o país homenageado na Feira do Livro de Frankfurt atraiu a atenção de editores estrangeiros para a produção nacional, a organização da feira, que é a maior do mundo, volta-se para o Brasil de olho no promissor mercado educacional. Em 2012, realizou a primeira edição da Contec, uma conferência sobre educação, tecnologia e literatura infantil. A ideia é que na edição deste ano fosse incluída uma feira, mas ainda não será desta vez. Uma versão de um dia da conferência, cujo público-alvo são professores, será realizada na Bienal do Livro do Rio. Em 2014, ela volta a São Paulo com um evento de três dias e o idealizado espaço de exposição. A experiência realizada aqui serviu de incentivo para que a Feira de Frankfurt organizasse uma Contec também na feira alemã este ano. A decisão foi anunciada esta semana. O Brasil será palco de uma segunda experiência. Começa a circular na terça-feira uma newsletter online semanal, gratuita, voltada para esse mesmo universo. A edição da Publishing Perspectives Educação será da jornalista Ivani Cardoso.

INTERNACIONAL

Para além do oficial

Luis S. Krausz, autor de Deserto (Prêmio Benvirá), não estará na comitiva brasileira que vai à Feira de Frankfurt em outubro. Mas foi convidado pelo Fórum de Literatura do Estado de Hessen para um encontro com leitores no mesmo período e na mesma cidade. Aproveitou e aceitou outros dois convites: do Festival de Literatura de Zofingen (Suíça) e da Universidade de Viena. Vai falar sobre Desterro, recém-lançado em alemão.

TRADUÇÃO

Mais em alemão

O livro de Krausz foi traduzido com bolsa da Fundação Biblioteca Nacional. Até a feira, sairão 42 títulos brasileiros em alemão.

CINEMA

Ensaios sobre a 7.ª arte

O Olhar no Documentário, livro com artigos de Ferreira Gullar, João Moreira Salles e Eduardo Escorel sobre Eduardo Coutinho e com textos feitos pelo cineasta para o Jornal do Brasil de 1973 a 1974, terá uma edição limitada de 200 exemplares, à venda apenas na Flip. O volume, enxuto, é uma prévia do que será o livro que a Cosac Naify lança na Mostra de Cinema.

FILOSOFIA

Vida livre de amarras

O filósofo italiano Giorgio Agamben enxerga na vida monástica uma ‘forma-de-vida’, isto é, uma vida inseparável de sua forma; é no seu modo de viver que se dá o próprio viver. Em Altíssima Pobreza: Regras Monásticas e Forma-de-Vida, que a Boitempo lança em novembro, ele investiga a dialética entre regra e vida no monasticismo de São Francisco e Pachomius para tentar pensar uma forma de vida livre das amarras da lei.

PRÊMIO

‘Vides Seques’

Josep Ponsatí venceu o Prêmio Giovanni Pontiero por sua tradução de Vidas Secas, de Graciliano Ramos, para o catalão.

ROMANCE

Qualquer semelhança…

A Intrínseca lança em novembro Big Brother (ainda sem título aqui), novo romance de Lionel Shriver. É sobre obesidade, doença que causou a morte de seu irmão.

JUVENIL

Série para as férias

The 39 Clues, com 13 títulos já lançados no Brasil, deu cria. A Ática lança em julho sete e-books da coleção Jogo Rápido, inspirada na série juvenil. Eles serão vendidos só na IBA, a loja de livros digitais da Abril.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.