5 lições de Jane Austen para quem quer escrever um romance
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

5 lições de Jane Austen para quem quer escrever um romance

Sobrinha-neta da escritora inglesa e professora de escrita criativa, Rebecca Smith dá dicas a aspirantes a escritor no livro 'O Clube de Escrita de Jane Austen', que está no prelo da Bertrand; Jane Austen morreu há 200 anos, no dia 18 de julho de 1817

Maria Fernanda Rodrigues

18 de julho de 2017 | 09h04

jane austen

A inglesa Rebecca Smith foi apresentada à obra de Jane Austen na escola. Leu Orgulho e Preconceito quando tinha 14 anos, como muitos outros de seus conterrâneos. Mas Jane Austen tem um peso especial para ela, que é sobrinha-neta de quinto grau da autora, “o que é uma coisa boa, mas não garante a ninguém um passaporte para a fama”, como ela brinca no prefácio do livro que lança no Brasil em setembro: O Clube de Escrita de Jane Austen (Bertrand).

Pelas contas dela, os irmãos de Jane Austen tiveram 33 filhos. Possivelmente, ela foi a única a seguir os passos da tia-avó – é autora de romances, mas, sobretudo, mergulhou na obra de Austen e encontrou neles matéria-prima para suas aulas – ela é professora de escrita criativa em Southampton – e para os livros Jane Austen: Um Guia Para os Dilemas da Vida Moderna, inédito no Brasil, e O Clube de Escrita de Jane Austen, lançado na Inglaterra no início de junho.

Leia também:
 Nos 200 anos da morte de Jane Austen, obra desperta leituras diversas e conquista leitores
Biblioteca Fundamental de Jane Austen

Veja a seguir cinco dicas que Rebecca Smith dá na obra que está a caminho das livrarias brasileiras. No livro, há ainda informações sobre enredos, personagens, humor, etc, além de sugestões de exercícios.

Leia
Muitos aspirantes a escritores se preocupam tanto com seu próprio trabalho e em sonhar com fama e fortuna que acabam não dedicando tempo suficiente à leitura. Ler é a educação, a comida e a bebida, o trabalho e o repouso de um escritor.

Escreva sobre coisas que você entende
Este não é o conselho dado muitas vezes: “Escreva sobre o que você conhece”. Jane Austen não havia passado pelas experiências de ser pedida em casamento pelo Sr. Darcy ou de ser rica como Emma Woodhouse, mas conseguia imaginá-las. O que ela fez foi ambientar sua obra numa sociedade que compreendia.

Seja preciso nas informações ou seus leitores deixarão de confiar em você
Se um leitor perceber algo e pensar, “Não é assim que isso deveria acontecer!”, você o perdeu

Conheça bem os seus personagens
Certifique-se de que são consistentes. Os leitores logo perceberão caso pareça que você os está construindo à medida que o romance progride.

Não sobrecarregue sua obra com detalhes desnecessários: corte e edite
Jane entendia que, para uma cena passar credibilidade, seu criador precisava ter em mente toda aquela informação, mas nem toda ela devia aparecer na página. Mesmo que você esteja escrevendo sobre uma sala em desordem, os leitores não querem uma prosa desorganizada e descrições longas demais. (…) Editar leva mais tempo que escrever. Passaram-se muitos anos entre Jane Austen começar a escrever e a publicação de seu primeiro romance.

Tudo o que sabemos sobre:

Jane Austen

Tendências: