“A Vida” chega para transformar

“A Vida” chega para transformar

João Wady Cury

23 Março 2017 | 13h28

Nelson Baskerville FOTO SERGIO CASTRO/ESTADÃO.

Nelson Baskerville FOTO SERGIO CASTRO/ESTADÃO.

Seis nervos expostos, cenas de histórias marcantes da vida de cada um dos atores e do diretor da peça. A isso se dá o nome de Vida, espetáculo que o diretor Nelson Baskerville (o mesmo de “Luis Antonio – Gabriela”, “A Gaivota”, de 2015, e “17XNelson”, de 2005) estreia com sua companhia, o grupo Antikatartika Teatral (AKK), no fim de maio, na Casa do Povo – ainda há a possibilidade de ser realizada no Sesc. A dramaturgia é do próprio Baskerville e do elenco, que ensaiam “A Vida” desde agosto do ano passado. “É um processo longo justamente para levar ao palco nossa preocupação com o Brasil e o mundo de hoje”, diz o diretor. “Queremos criar fissuras nas pessoas para reaprendermos a olhar o outro com um teatro colaborativo e ao mesmo tempo profundo e transformador.”