Todos para Berlim

João Wady Cury

02 de novembro de 2017 | 12h01

Depois de 20 anos, o lendário diretor alemão Frank Castorf estreia sua primeira peça fora do Volksbühnen, um dos templos da vanguarda teatral alemã graças à direção artística que imprimiu desde a década de 90. A estreia está marcada para o próximo 1 de dezembro em outro templo das artes cênicas na Alemanha: o Berliner Ensemble. Imperdível para quem estiver com as malas prontas para a Europa.

 

FUGINDO DE BERLIM

 

Se Castorf está com tudo e não está prosa seu sucessor no Volksbühnen tem vivido o inferno na Terra. Chris Dercon, ex-diretor do Tate Modern, em Londres, desde que assumiu o teatrão, mudou o rumo de vanguarda teatral para um modelo comercial. Deu no que deu: com os burros n’água. Ativistas invadiram e ocuparam, em represália, o Volksbühnen por três dias.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: