Oficina devora um outro Martinez Corrêa

Oficina devora um outro Martinez Corrêa

João Wady Cury

22 Junho 2017 | 13h36

Fotos: Claire Jean

 

Mal o inverno começou e a noite mais longa do ano, este sábado, guarda a estreia da nova versão de Macumba Antropófaga, do Teatro Oficina. A montagem celebra 67 anos de nascimento do diretor e ator Luis Antônio Martinez Corrêa, assassinado em dezembro de 1987. Na peça, seu irmão, José Celso, encarna Luis Antônio, que é devorado em um banquete antropofágico. Mas, bem ao estilo do Oficina, a peça terá também Donald Trump, Theresa May, Temer, a CPI da Funai ao lado de Macunaíma (Roderick Himeros), Oswald de Andrade (Marcelo Drummond), Tarsila do Amaral (Letícia Coura) e Pagu (Camila Mota). E tem outra nova: a estreia de uma impagável audiodescrição para deficientes visuais.