Nhanhomoirumba: guarani é paulistano

Nhanhomoirumba: guarani é paulistano

João Wady Cury

03 de julho de 2017 | 14h41

 

E nesta quinta, 1 de julho, estreia a peça Nhanhomoirumba: Um Panfleto-Esquiva, com os alunos da 67.ª turma da Escola de Arte Dramática (EAD), da Universidade de São Paulo. É inspirada em textos de Ailton Krenak, Eduardo Viveiros de Castro e Davi Kopenawa, entre outros, e parte também da convivência do grupo com os índios guaranis da zona Sul de São Paulo (foto acima). Fica em cartaz de hoje até o dia 23 de julho, de quinta-feira a sábado às 21h, domingo às 20h, na Sala Alfredo Mesquita, no Prédio da Reitoria. A direção é de José Fernando Peixoto de Azevedo. Nestes tempos de política sombria vale saber. Atrizes e atores pediram para a liderança guarani traduzir para o guarani a palavra “aliança”. Resultado: é aquilo que eu e você decidimos fazer juntos, e fazemos, como amigos. Sim, todos entendemos bem: amigos.