Fogo em Madri

João Wady Cury

01 Dezembro 2017 | 20h20

 

FOGO EM MADRI

O Lume Teatro, criado pelo ator Luís Otávio Burnier (1956-1995) em 1985, não dá ponto sem nó. Vai levar todo o seu fogo clown para a capital espanhola neste fim de semana, em duas apresentações no sábado e domingo, sempre às 20:30, na Sala El Montacargas. Cabaré efêmero é a montagem da companhia que será apresentada por um dos diretores do Lume, Ricardo Puccetti. Ele é o criador do espetáculo e também atua na pele do palhaço Teotônio – que durante 50 minutos ininterruptos faz improvisações para envolver o público em seu mundo. Tudo a ver com o estilo do grupo espanhol El Montacargas, dono do teatro, que também utiliza-se de técnicas clownescas em suas montagens.

TURBINANDO A CENA

Aliás, o modelo de gestão do grupo El Montacargas é dos mais curiosos e poderia explicar a solidez da sala de espetáculos e da própria companhia, que nasceu há 30 anos exatamente. Desde a criação centra seu trabalho em pequenos e médios formatos cênicos. E o melhor: o espectador pode se tornar sócio da sala pagando 80 euros anuais para ter em troca benefícios como um ingresso grátis para cada peça daquele ano e desconto para o ingresso do acompanhante. Não para por aí. Há outros benefícios como desconto no bar do teatro, na locação da sala de ensaios e em ingressos de peças apresentadas em teatros associados ao Montacargas. Fidelização e comprimisso, é um modelo a se pensar.