Chororô no Chorume

João Wady Cury

06 de julho de 2017 | 13h57

Pouco antes de finalizar o texto da peça Chorume, que estreou semana passada, o dramaturgo Vinicius Calderoni estava quase enlouquecendo para fechar a trama. Sua mesa de trabalho passou a ser a das padarias e bares, para onde levava notebook e cadernos de anotação. Findo o sofrimento criativo, já mira o segundo semestre. Conhecido pela fama de workaholic, Calderoni passa agora a se dedicar a diversos projetos simultaneamente: o roteiro de um filme na produtora O2, um musical para o teatro e – novidade em sua vida – um curso de dramaturgia para um grupo de 20 pessoas no máximo.