Cerco e aflição

Cerco e aflição

João Wady Cury

25 de fevereiro de 2018 | 19h10

Cena da peça Nomen, foto Rodrigo Baroni

 

Na salinha propositalmente asfixiante e intimista do Sesc Ipiranga, chamada Teatro Mínimo por conta de suas dimensões, estreia nova peça dia 9 de março. Chama-se Nomen e leva ao palco o texto de Bruno Feldman, com direção de Alex Araújo, com a história de uma filha e de um pai, vividos por Carolina Erschfeld e Dawton Abranchesé vivendo um momento de dilúvio e perseguição. Sim, parece algo sem saída, a situação é complexa, mas somente o teatro salva.

Tendências: