Banho de dramaturgia no Rio

João Wady Cury

04 Dezembro 2017 | 13h04

São Paulo criou um modelo de núcleo dramatúrgico para formação de novos autores teatrais no Sesi e passou a exporta-lo nos últimos anos. Agora a entidade no Rio de Janeiro começa turbinar o seu próprio, criado há três anos, com eventos voltados para formação de dramaturgos. De 8 a 13 de dezembro ocorre a Primeira Semana do Núcleo de Dramaturgia do Sesi Rio, no Oi Futuro Flamengo.

A curadoria é do coordenador do núcleo carioca, Diogo Liberano, e tem dentre os participantes os dramaturgos Márcio Abreu, Gustavo Colombini, André Felipe, Pedro Kosovski, além da coordenadora do núcleo paulista, Marici Salomão.

A semana de dramaturgia carioca terá, além de mesas com discussões entre dramaturgos, leitura de peças e apresentações de cenas e performances. E o melhor, de graça.

 

 

Segue a programação completa do evento, que também pode ser conferida no site, clicando aqui:

 

Sexta-feira, 08 de dezembro

 

10h às 13h

Oficina de Dramaturgia “Perdendo tempo: a representação do tempo no texto teatral” com o dramaturgo André Felipe;

Na Sala Le Prince\SESI Laranjeiras.

 

14h às 17h

“MÁQUINA_HIPERTEXTO” com o coletivo cinza;

No Bistrô do Oi Futuro Flamengo.

 

Sábado, 09 de dezembro

 

10h às 13h

Oficina de Dramaturgia “Perdendo tempo: a representação do tempo no texto teatral” com o dramaturgo André Felipe;

Na Sala Le Prince\SESI Laranjeiras.

 

14h às 17h

MÁQUINA_HIPERTEXTO com o coletivo cinza;

No Bistrô do Oi Futuro Flamengo.

 

14h às 16h

“Conversa sobre formação em dramaturgia” com Diogo Liberano (coordenador do Núcleo de Dramaturgia SESI Cultural), Marici Salomão (coordenadora do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council de São Paulo), Marcio Abreu (ator, diretor e dramaturgo) e Diego Dias (autor integrante da terceira turma do Núcleo carioca);

No Teatro do Oi Futuro Flamengo.

 

 

Domingo, 10 de dezembro

 

10h às 13h

Oficina de Dramaturgia “Perdendo tempo: a representação do tempo no texto teatral” com o dramaturgo André Felipe;

Na Sala Le Prince\SESI Laranjeiras.

 

14h às 17h

“MÁQUINA_HIPERTEXTO” com o coletivo cinza;

No Bistrô do Oi Futuro Flamengo.

 

14h às 16h

Performances:

Flávia Naves a partir de “Órbita” de Luiza Goulart;

Ítala Isis a partir de “Eu sou Brasília” de Daniel Chagas;

Lúx Négre a partir de “subjuntivo” de Livs Ataíde;

No Teatro do Oi Futuro Flamengo.

 

 

Terça-feira, 12 de dezembro

 

14h às 17h

“MÁQUINA_HIPERTEXTO” com o coletivo cinza;

No Bistrô do Oi Futuro Flamengo.

 

14h às 16h

Performances:

Gunnar Borges a partir de “Purgação” de Jean Pessoa;

Natássia Vello a partir de “Corpo texto, poesia” de Matheus de Cerqueira;

No Teatro do Oi Futuro Flamengo.

 

16h às 18h

Encenação:

Ricardo Cabral dirige Adassa Martins, Rafaela Azevedo e Rafael Ribeiro em “O canto do bem-te-vi” de Antonio de Medeiros. Assistência de direção: Anna Clara Carvalho.

No Teatro do Oi Futuro Flamengo.

 

18h às 20h

“Conversa sobre publicação de dramaturgias” com Diogo Liberano (coordenador do Núcleo de Dramaturgia SESI Cultural), Isabel Diegues (editora da Editora Cobogó), Pedro Kosovski (dramaturgo) e Cecilia Ripoll (autora integrante da terceira turma do Núcleo carioca);

No Teatro do Oi Futuro Flamengo.

 

 

Quarta-feira, 13 de dezembro

 

14h às 17h

“MÁQUINA_HIPERTEXTO” com o coletivo cinza;

No Bistrô do Oi Futuro Flamengo.

 

14h às 15h

Leitura:

Miúda lê a dramaturgia “Comida” de Rosane Bardanachvili;

No Teatro do Oi Futuro Flamengo.

 

16h às 18h

Encenação:

Denise Stutz dirige Carol Cony, Fábio Osório e Guilherme Stutz em “Passei na sua casa pra ver suas pinturas” de Olga Almeida;

No Teatro do Oi Futuro Flamenfo.

 

18h às 20h

“Conversa sobre direitos autorais em dramaturgia” com Diogo Liberano (coordenador do Núcleo de Dramaturgia SESI Cultural), Julia São Paulo (advogada de direitos autorais), Daniela Pereira de Carvalho (dramaturga) e Francisco Ohana (autor integrante da terceira turma do Núcleo carioca);

No Teatro do Oi Futuro Flamengo.