Um recital de piano em tratamento oncológico

Um recital de piano em tratamento oncológico

Alvaro Siviero

12 Dezembro 2014 | 10h43

Recital ABIHPEC

Amanhã, dia 13 de dezembro, será um dia mais que especial. Durante pouco mais de 1 hora, realizarei um recital fechado para pessoas em tratamento oncológico. Nunca antes fiz isso em minha vida. A ideia era oferecer um presente de Natal a essas pessoas, mas fui eu o presenteado. Quero que seja um bálsamo de carinho e alegria. Isso é o que pretendo irradiar a todos os presentes. O público é mais que especial: gente experimentada na dor. Como o evento é fechado, muitos não poderão estar fisicamente presentes (provavelmente você, leitor) o que não o impede de ajudar nesta iniciativa. É simples:  pontualmente às 17h, feche os olhos e deseje o que há de melhor às pessoas que lá estarão presentes. O repertório – escolhido a dedo – conseguirá emocionar e dar brilho aos poucos dias que faltam para o Natal. Essa é a intenção. Renovação. Olhar para a Beleza da Vida.

A iniciativa é do Instituto ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (www.abihpec.org.br) que tem desenvolvido, entre tantas outras atividades, um louvável trabalho de resgate da autoestima de mulheres que lutam contra o câncer, doando cosméticos e organizando workshops gratuitos sobre maquiagem e beleza. Um trabalho incrível. Mas o resgate não para por aí. Ciente de ser a Beleza um conceito superior, que vai além do meramente estético, o Instituto ABIHPEC investe na radicalidade do significado e sentido último do ser humano, naquela beleza a ser lapidada que carregamos dentro, independentemente da raça, credo, altura, estado de saúde, peso ou cor do olhos. É aquele sorriso sincero unido ao olhar limpo ou o aperto de mãos seguido de um abraço que refletem um coração que sabe amar. O real conceito que as pessoas fazem de nós – até mesmo o que fazemos de nós mesmos – vai além da aparência externa. As pessoas querem olhar para dentro do nosso coração, o nosso eu profundo, onde se encontra nossa verdadeira biografia. E a aparência estética, necessária e fundamental na construção de nossa imagem, acaba ganhando uma conotação insuspeitável, de maior brilho e sentido, adornando, complementando e criando o quadro completo da nossa personalidade.

Espero que a Música, amanhã, cumpra sua função. Espero, do palco, poder ver todos vocês, às 17h pontualmente, mesmo não podendo estar fisicamente presentes (o evento é fechado e os lugares já estão todos ocupados). Espero, acima de tudo, que a mensagem do Natal – de alegria, de simplicidade, de amor – torne-se presente no coração de todos nós. No meu também. A Música tem esse poder.

 

Em tempo: envio o vídeo “Essa mulher foi diagnosticada com câncer. O que as amigas fizeram vai tocar seu coração”

 

Mais conteúdo sobre:

Instituto ABIHPEC