O “Imperador” de Beethoven na Espanha

Alvaro Siviero

17 de março de 2013 | 12h39

Acabo de retornar de extensa turnê por algumas cidades da Espanha. Passei por Bilbao, Pamplona, pela charmosa cidade de Tudela, Barcelona, Zaragoza e Madrid. Fiquei bem impressionado pela qualidade acústica, técnica e arquitetônica dos teatros por onde passei. Chamou-me a atenção a grandiosidade do Teatro Baluarte, a elegância do Teatro Gaztambide e a tradição do Teatro Monumental, onde encerramos a turnê, em Madrid. Os concertos, com salas lotadas, foram invadidos por gente vibrante e aberta.

Um dos pontos altos desta gira foi o Recital-Conferência realizado através da Embaixada Brasileira em conjunto com a Fundación Hispano-Brasileña, na célebre e centenária Residencia de Estudiantes, em Madrid, que se propõe a complementar o ensino universitário mediante a criação de um ambiente intelectual e de convivência salutar entre seus residentes, propiciando um diálogo permanente entre Ciência, Arte,  atuando como centro receptor de vanguardas internacionais. Personalidades como Stravinsky, o poeta Garcia Lorca e o pintor Salvador Dali participaram das atividades da instituição. Após o recital, e quase como que uma coroação, entreguei-me a Villa-Lobos, Ernesto Nazareth, Zequinha de Abreu, entre outros. O público veio abaixo. Momento marcante aos brasileiros presentes foi a performance da Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro, que abriu o programa.

Estarei publicando, em breve, a entrevista que realizei com Iñigo Pirfano, filho do lendário maestro Pirfano e que hoje é o nome que simboliza o vigor e inovação na regência daquele país, contando um pouco sobre o papel gestor e artístico de um maestro de ponta.

A música, de fato, não tem fronteiras. Pessoas de diversas nacionalidades – na Europa cruzamos com dezenas de pessoas diversas em cada esquina – interessadas em conhecer, dialogar, somar, querendo realizar projetos em conjunto. O futuro a Deus pertence? Sim. Mas a nós também.

Tudo o que sabemos sobre:

BeethovenIñigo PirfanoOAM

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: