Chocolate, Gatorade… e Liszt!

Alvaro Siviero

17 de setembro de 2012 | 15h30

Com a Orquestra Sinfônica de Americana, sob regência de Laércio Sinhorelli Diniz, estarei fazendo os concertos n.1 e n.2 para piano do compositor teuto-húngaro Franz Liszt. As apresentações acontecerão nas cidades de Nova Odessa (18 de setembro) e Indaiatuba (20 de setembro). Em Curitiba (6 de novembro) repetirei a dose que, muito provavelmente, também ocorrerá em São Paulo (14 de novembro) e Campinas (dezembro).

A esses dois concertos – verdadeiro capolavoro – Liszt dedicou o melhor de suas energias, gastando décadas para finalizá-los. O próprio autor foi o solista na estréia do Concerto n.1 e o regente na estréia do Concerto n.2. Neste último, mesmo após sua estréia, devotou outras novas revisões antes de sua publicação. Tudo milimetricamente bordado.

Abaixo, o pianista Lang Lang , interpretando o Concerto n.1, em Londres, na noite de encerramento do Proms.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Liszt

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.