As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Entrevistas de “O Mercado de Notícias”, de Jorge Furtado, são divulgadas em versão ampliada; estreia no dia 7 de agosto

Adriana Plut

08 de julho de 2014 | 23h54

Um documentário em defesa do bom jornalismo, “O Mercado de Notícias” é o novo filme de Jorge Furtado. Exibido na última edição do festival É Tudo Verdade e no Cine PE – onde ganhou o prêmio de melhor documentário do júri oficial e do popular – o filme estreia no dia 7 de agosto, mas as entrevistas com alguns jornalistas em versão ampliada já foram divulgadas no site oficial, assim como, a encenação da peça que serve como fio condutor do documentário.
O roteiro de “O Mercado de Notícias” intercala a peça homônima do dramaturgo inglês Ben Jonson, “The staple of news”, que nunca havia sido traduzida para a língua portuguesa, e entrevistas com 13 jornalistas. “O documentário enfatiza dois aspectos destacados na peça: o primeiro o debate sobre a credibilidade da notícia, que inevitavelmente contraria e favorece interesses; o segundo é a necessidade constante e crescente de informações, a demanda por notícias que acaba por se tornar entretenimento”, escreveu Furtado no site oficial do filme. “’O Mercado de Notícias” debate critérios jornalísticos, e este é o seu sentido e o sentido da peça de Jonson. É também uma defesa da atividade jornalística, do bom jornalismo, sem o qual não há democracia”.
O diretor gaúcho ganhou fama com o curta “Ilha das Flores”, que conquistou o Urso de Ouro em 1989, e desde então se tornou realizador de TV e diretor de diversos longas, entre eles “O Homem que Copiava” (2003) e “Saneamento Básico, O Filme” (2007). Confira, abaixo, a encenação da peça e as entrevistas divulgadas.

Janio de Freitas

José Roberto de Toledo

Luis Nassif

Paulo Moreira Leite

Renata Lo Prete

O Mercado de Notícias – ATO I

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: