As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Documentários são maioria no Festival Judaico. Até domingo

Adriana Plut

08 de agosto de 2013 | 03h20

O 17º Festival de Cinema Judaico de São Paulo já começou, mas ainda dá tempo de aproveitar a programação, que este ano está repleta de documentários. São mais de 30 filmes sobre o universo judaico, produzidos em diversos países, entre eles 21 produções não-ficcionais. Abaixo, uma seleção de alguns documentários que você encontra no festival (veja a lista com todos aqui http://hebraica.org.br/fcjsp/17-festival/documentario). As exibições são grátis ou custam R$ 8, conforme o local: a Hebraica (Teatro Arthur Rubinstein e Teatro Anne Frank), Museu da Imagem e do Som (MIS), CineSesc, Cinemark Pátio Higienópolis, Teatro Eva Herz e Centro de Cultura Judaica. Para conferir a programação completa: http://hebraica.org.br/fcjsp/programacao. O festival vai até o dia 11, domingo.

 

Os guardiões

Seis ex-dirigentes da Shin Bet, agência de inteligência e contraterrorismo de Israel, saem do anonimato, discutindo abertamente sua atuação clandestina envolvendo tortura, execuções e bombardeios. Estes homens, na meia-idade, acrescentam surpreendentes reflexões em torno da segurança e da paz com os palestinos à admissão de atos ilegais que sempre justificaram em nome da proteção de seu país.

Próximas sessões

SÁBADO, 10 DE AGOSTO

Hebraica – Teatro Anne Frank

18h – Os Guardiões

Cinesesc

14h30 – Os Guardiões

 

Hava Nagila

Hava Nagila é uma tradicional canção judaica que transcendeu suas origens e se tornou um hit mundial. Bob Dylan a cantou. Elvis também. E isso é apenas o princípio quando se trata de Hava Nagila. Siga esta contagiante música festiva em sua jornada, dos “shtetls” do leste europeu aos “cul-de-sacs” da América neste surpreendente e hilário filme, que explora a história e identidade judaica e flagra os cruzamentos culturais que só podem ser alcançados através da música.

Próximas sessões:

QUINTA-FEIRA, 8 DE AGOSTO

Centro Da Cultura Judaica

20h30 – Hava Nagila

DOMINGO, 11 DE AGOSTO

Hebraica – Teatro Anne Frank

16h – Havanagila

 “American Masters” Bob Dylan: Sem direção para casa

Com direção de Martin Scorsese, o documentário é uma crônica da estranha evolução de Bob Dylan entre 1961 e 1966, de cantor de folk a cantor “de protestos”. De “voz de uma geração” à estrela do rock

Próximas sessões:

DOMINGO 11 DE AGOSTO

Mis

16h – “American Masters” Bob Dylan: Sem Direção Para Casa (Parte 1)

18h – “American Masters” Bob Dylan: Sem Direção Para Casa (Parte 2)

 

O Relógio do Meu Avô

 

Através da busca incessante do diretor por um relógio que seu avô húngaro teria escondido na região da Transilvânia antes de ser levado a Auschwitz, vem à tona a história de sua sobrevivência durante o holocausto e a de outros antepassados. As memórias deste tempo reaparecem em depoimentos compartilhados pelos sobreviventes que se instalaram no Brasil

Próxima sessão:

DOMINGO 11 DE AGOSTO

Centro Da Cultura Judaica

19h – O Relógio Do Meu Avô

 

No paraíso, sob o solo

No norte de Berlim, em uma área residencial, cercado por muros e coberto por uma floresta de mata nativa, encontra-se o Cemitério Judeu Weissensee. Ele foi construído em 1880, tem em média 100 acres, 115 mil túmulos e até hoje é usado. Nem o cemitério nem seus arquivos foram destruídos – é um paraíso para os colecionadores de histórias.

Próxima sessão:

DOMINGO, 11 DE AGOSTO

Hebraica – Teatro Anne Frank

20h – No Paraíso, Sob O Solo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: