Livros pelo ladrão

Estadão

21 de março de 2010 | 20h30

Roubei essa aqui da Daniela Name: “A espanhola Alícia Martín fez uma série de instalações Córdoba que se relacionam com a literatura. ‘Biografias’ forma cascatas de livros que saem de prédios públicos – bibliotecas, universidades, museus – ao encontro de seus leitores.”

A imagem me lembrou o Poeira, recém-lançado romance de Nelson de Oliveira sobre uma realidade distópica na qual as cidades ficam soterradas por livros editados não se sabe onde e jogados de modo clandestino nas bibliotecas.

Tendências: