Divulgação
Divulgação

'Ventos de Agosto' e 'O Último Cine Drive-in' são escolhidos para catálogo da Netflix

As duas produções passarão ao menos um ano disponíveis para os mais de 83 milhões de assinantes do serviço no mundo todo

O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2016 | 19h19

O serviço de streaming Netflix revelou na quarta-feira, 5, os vencedores da edição 2016 do seu Prêmio Netflix, que seleciona dois filmes brasileiros para integrarem o catálogo mundial da plataforma.

Em evento no Rio de Janeiro, os filmes Ventos de Agosto e O Último Cine Drive-in foram anunciados como os vencedores da premiação. A partir de agora, as duas produções passarão ao menos um ano disponíveis para os mais de 83 milhões de assinantes do serviço em todo o mundo. 

O Último Cine Drive-in, de Iberê Carvalho, foi eleito pelo público através de uma votação pela internet. Lançado originalmente em 2014, o longa conta a história de Marlombrando (Breno Nina), um brasiliense que retorna para a cidade para ajudar a sua mãe, que fica doente. Por lá, o personagem reencontra o pai e juntos os dois precisam lidar com o passado. 

Já Ventos de Agosto foi a escolha de um júri de personalidades, como a atriz Alice Braga e o influenciador digital Hugo Gloss. Dirigido por Gabriel Mascaro e lançado em 2014, o longa fala sobre um casal que vive pacificamente numa cidade litorânea até que chega ao local um pesquisador que estuda o som dos ventos.

Na premiação, concorreram também os filmes Obra, Ventos de Agosto, Levante!, My Name is Now, Elza Soares, Califórnia, Porque Temos Esperança, À Queima Roupa, Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois e A Espera da Eternidade. Realizada pela primeira vez em 2013, a premiação já havia consagrado o filme Apenas o Fim, de Matheus Souza. 

Além dos vencedores, a programação mundial da Netflix inclui filmes brasileiros como Chatô - O Rei do Brasil, Paratodos e Aquarius. Já localmente, estão sendo produzidas a série 3% e o filme O Matador. No serviço, são destaques também o ator Wagner Moura, na série Narcos, e Sônia Braga, em Luke Cage. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.