The Tudors, sem cortes

A versão completa estréia hoje, no People + Arts, às 23h. A versão light será quarta, às 21h

O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2007 | 22h24

Na mesma linha de Band of Brothers, Roma e Deadwood, o People+Arts estréia hoje a série The Tudors. Filmado na Irlanda, o drama épico se passa na Inglaterra durante os dez primeiros anos do reinado de Henrique VIII, que iniciou em 1509, quando ele tinha 19 anos, e terminou em 1547. A escolha de Jonathan Rhys Meyers (que foi indicado ao Emmy em 2005 na minissérie Elvis) para o papel de Henrique VIII choca as pessoas que têm aquela imagem de um homem gordo e barbudo comendo coxas de frango. Mas o roteirista (premiado com o Oscar em Elizabeth), Michael Hirst, queria mostrar esse Henrique VIII completamente diferente do imaginário geral. "Ele se apaixona por uma mulher mais nova e vai contra a Igreja Católica por querer o divórcio. Claro que a sua decisão afetou o futuro da Inglaterra e de boa parte do mundo, mas ele não deixa de ser um homem comum". A série mostra as famosas companheiras de Henrique: Catarina de Aragão (Maria Doyle Kennedy) e Ana Bolena (Natalie Dormer) - com direito a muitas cenas de sexo, cortadas na versão light - e também mergulha nas alianças políticas mais importantes, principalmente no seu relacionamento com o filósofo Sir Thomas More (Jeremy Northam), com Charles Brondon, o Duque de Norfolk (Henry Czerny) e com o Cardeal Wolsey (chefe da Igreja Católica Inglesa durante o período de separação de Roma). A segunda temporada de The Tudors já está quase finalizada e a terceira deve ser feita no ano que vem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.